Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

"É preciso esquecer o GP da Austrália", afirma Heidfeld

Alemão vê potencial em sua equipe, mas confessa ter ficado desapontado com mau resultado em Melbourne

iG São Paulo |

O piloto Nick Heidfeld, da Lotus Renault, pretende esquecer sua atuação na Austrália, para garantir evolução no GP da Malásia, que acontecerá no próximo fim de semana. O alemão sofreu o toque de uma Toro Rosso logo no início da prova de estreia e acabou na 12ª colocação, resultado bem abaixo do de seu companheiro Vitaly Petrov, 3º colocado. “No momento o meu objetivo é esquecer a Austrália e focar na Malásia”, declarou.

Heidfeld lamentou o fato de não ter realizado um GP normal pelos problemas em seu bólido e disse que sua evolução se dará baseada no desempenho de Petrov. “Ficou impossível tirar conclusões sobre meu carro, mas estudaremos a atuação do de Vitaly para melhorar.” Contudo, o competidor admitiu a má atuação e disse acreditar que o R31 tenha coisas boas a mostrar. “Claro que estou desapontado com o meu resultado, ainda mais depois que vimos as boas condições da Renault”, concluiu.

Em entrevista concedida após o fim do GP de abertura da temporada, Heidfeld disse que se não fosse pelo toque da Toro Rosso, “sua corrida com certeza lhe renderia acesso à zona de pontuação”. O alemão está na F1 desde 2000 e sua melhor colocação em um mundial foi a 5ª, em 2007, pela Sauber.

Leia tudo sobre: heidfeldrenaultf1petrov

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG