Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Duelo entre Hamilton e Massa marcou estreia do GP da Índia

Após polêmicas e invasão de cachorros, circuito de Buddh viu uma corrida sem grandes incidentes e presenciou caretas do Mr. Bean

iG São Paulo |

A estreia do Grande Prêmio da Índia nesse domingo (30) viu mais um passeio do já campeão Sebastian Vettel. Nem o traçado desafiador, nem a sujeira na pista do novo circuito de Buddh ameaçaram o domínio do alemão, que, com tranquilidade, alcançou sua 11ª vitória na temporada.

Veja também: McLaren manda Hamilton resolver problemas com Massa

Em mais um bom desempenho, Jenson Button chegou em segundo e abriu 13 pontos de vantagem para Fernando Alonso na briga pela vice-liderança do Mundial de Pilotos. O espanhol, por sua vez, ultrapassou Mark Webber no final da prova e garantiu a terceira colocação.

O evento milionário, que alavancou discussões sobre a desigualdade social no país, gerou controvérsias em relação ao atraso das obras e sofreu até invasão de cachorros no primeiro dia de treinos, ao menos viu uma prova sem grandes incidentes no domingo.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A corrida, no entanto, não foi tranquila para todos. Felipe Massa e Lewis Hamilton mais uma vez se estranharam e bateram na disputa pelo quinto lugar, dando continuação ao polêmico duelo entre os dois nessa temporada. Outro brasileiro que protagonizou um acidente foi Rubens Barrichello, que, na largada, envolveu-se em uma batida com mais três carros.

Confira a seguir os momentos decisivos da primeira prova da índia na história da Fórmula 1.

1) Batidas marcam largada do GP da Índia
Enquanto os primeiros colocados passaram limpos pelos primeiros metros do GP da Índia, a largada para quem estava mais atrás foi bem confusa. Rubens Barrichello, 15º, errou na freada e tocou no carro de seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado. Com o choque, o brasileiro danificou sua asa dianteira e foi para cima do carro de Kamui Kobayashi, que rodou e atingiu Timo Glock.

O japonês da Sauber e o alemão da Virgin tiveram que abandonar a prova, enquanto Rubinho foi para os boxes trocar a asa. A curva seguinte ainda viu Jarno Trulli rodar após leve toque com uma Hispania.

Se Barrichello começou mal, os outros brasileiros do grid se destacaram por boas largadas. Felipe Massa conseguiu ultrapassar Lewis Hamilton para assumir a quinta colocação logo na primeira curva, enquanto Bruno Senna pulou de 14º para 10º nos primeiro metros.

2) Button se firma como favorito na briga pelo vice
Em uma temporada inspirada, Jenson Button mostrou desde o começo da prova indiana que é favorito na disputa pela vice-liderança do campeonato. O britânico da McLaren largou em quarto, mas na primeira curva já tomou a terceira colocação de Fernando Alonso, seu principal adversário na briga pelo segundo lugar no Mundial de Pilotos.

Ainda na primeira volta, Button ultrapassou Mark Webber, que também sustenta chances de ser vice-campeão. Com as duas manobras, o piloto da McLaren assumiu o segundo lugar no circuito de Buddh, atrás apenas de Sebastian Vettel - posição que manteve até o fim da corrida. Com o resultado, ele somou mais 18 pontos e abriu 13 de vantagem para Alonso, restando apenas duas provas para o fim da temporada.

3) Hamilton e Massa batem, e Mr. Bean solta careta

Reprodução
Rowan Atkinson, o Mr. Bean, faz careta ao ver acidente entre Lewis Hamilton e Felipe Massa
Um dos assuntos mais polêmicos da temporada, o duelo entre Felipe Massa e Lewis Hamilton ganhou mais um capítulo na Índia. O brasileiro começou a prova com um ritmo forte, ultrapassou o inglês logo na largada e chegou a ameaçar a quarta colocação de Alonso. Porém, perto da 20ª volta, Massa errou, permitindo a aproximação de Hamilton.

Começou então mais uma disputa entre os dois pilotos, que mais uma vez terminou mal. Na entrada para a curva 5, no 24º giro, os dois bateram durante uma tentativa de Hamilton de ultrapassar o brasileiro.

O ator Rowan Atkinson, que interpreta o clássico personagem Mr. Bean, estava presente no circuito indiano e soltou uma de suas famosas caretas ao ver o acidente – a reação do ator virou assunto no Twitter e gerou muitos comentários.

Massa foi considerado culpado pelos comissários da prova e recebeu uma punição drive-through. Já o inglês da McLaren teve a asa dianteira danificada e perdeu algumas posições. A prova de Massa acabaria poucas voltas mais tarde, quando ele passou por uma zebra, danificando a suspensão de seu carro, em um acidente parecido com o que havia sofrido no treino classificatório.

4) Alonso passa Webber nos boxes
Na frente, os quatro primeiros colocados seguiam na mesma ordem desde o início da corrida. Vettel em primeiro, seguido por Button, Webber e Alonso. Nessas condições, Webber e Alonso empatariam em número de pontos na classificação do campeonato, com 224 cada.

Porém, a situação mudou após a última rodada de pit stops. Webber parou no 37º giro, enquanto Alonso foi para os boxes duas voltas depois. A Ferrari trabalhou bem e o espanhol conseguiu voltar à frente do australiano da Red Bull, assumindo a terceira colocação e garantindo seu lugar no pódio.

Com o resultado, Alonso agora soma 227 pontos, enquanto Webber tem 221. Porém, ambos precisarão ir muito bem nas duas últimas provas do ano para ultrapassar Jenson Button, que sustenta a segunda colocação com 240 pontos.

5) Vettel arrisca no final por volta mais rápida
Após conquistar o título de 2011 e ainda ajudar a Red Bull a garantir o bicampeonato de Construtores, Sebastian Vettel agora corre sem pressão, mas sem perder o foco nas vitórias. O alemão também parece ter encontrado uma nova motivação: marcar a volta mais rápida da prova no último giro. Foi assim no GP da Coreia do Sul e agora também na prova da Índia.

Após liderar a corrida de ponta a ponta, Vettel acelerou tudo o que pôde na última volta para cravar 1min27s249 e superar o tempo marcado por Webber no giro anterior. Com isso, o alemão fez um Grand Chelem - largou na pole, liderou de ponta a ponta e fez a melhor volta da corrida. Com sua 11ª vitória no ano, Vettel está perto de igualar o recorde de Michael Schumacher que, em 2004 , venceu 13 vezes.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG