Dietrich Mateschitz revelou que todos na equipe estavam confiantes no título desde o primeiro teste

Dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz não se surpreendeu com o título de Sebastian Vettel – o alemão sagrou-se bicampeão mundial no domingo (9) após chegar em terceiro no Grande Prêmio do Japão . De acordo com o dirigente, a equipe sabia que tinha um carro capaz de vencer desde o começo do ano.

Veja também: Vettel supera os números do bicampeonato de Alonso

“Sabíamos desde o primeiro teste que nosso carro seria rápido de novo. Mas, entre ter uma boa chance e aproveitar essa chance, sempre existe algo que você não pode calcular. Por algum tempo, a vantagem foi grande o suficiente para que o segundo título de Sebastian não surpreendesse mais. Entretanto, com a oposição de equipes como McLaren e Ferrari, você nunca pode ter certeza. Só acaba quando está matematicamente definido”, disse Mateschitz, em entrevista à revista britânica Autosport .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“A equipe inteira estava confiante desde o primeiro teste. Claro que começamos com uma vantagem do nosso lado, mas você tem de ser capaz de manter essa vantagem, o que nunca é fácil. Todo mundo sabe o quanto a Fórmula 1 pode mudar rapidamente”, completou.

O dirigente acredita que a escuderia tem de continuar trabalhando com a mesma intensidade no desenvolvimento do carro até o fim do ano, já que grande parte das informações poderá ser utilizada no bólido de 2012.

Leia também: Red Bull pretende manter o conceito do carro em 2012

“Com certeza, vamos continuar trabalhando duro até o GP do Brasil. O trabalho de desenvolvimento não vai parar. Como teremos poucas mudanças no regulamento técnico, tudo o que faremos agora vai beneficiar o carro do ano que vem. Vamos agora construir a base para outro campeonato em 2012. E estamos cientes de que Ferrari, McLaren e Mercedes vão aumentar seus esforços para estarem no topo no ano que vem”, declarou Mateschitz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.