Piloto da Lotus fez belo treino classificatório, mas saiu do GP da Austrália logo na segunda volta

O piloto Romain Grosjean viveu situações extremas em apenas um fim de semana em Melbourne. Pelas palavras do próprio francês, o sábado foi de sonho : conseguiu levar a Lotus ao terceiro lugar no treino classificatório, o que o deixou atrás apenas dos carros da McLaren.

Leia também: Button vence e brasileiros abandonam no GP da Austrália

“É como se um sonho virasse realidade. Quando escutei minha colocação no rádio, não podia acreditar”. A frase dita pelo piloto ao final do treino de sábado destoa do resultado obtido neste domingo (18).

Na corrida , o roteiro foi completamente diferente. Logo na segunda volta, o francês foi tocado por Pastor Maldonado, da Williams, e saiu da pista. Terminava ali o sonho do piloto da Lotus de fechar a corrida entre os três primeiros. “Acho que podíamos ter alcançado um grande resultado hoje. É frustrante já que eu queria receber a bandeirada e chegar ao pódio”.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Grosjean ainda explicou o momento em que saiu da pista após ter se chocado com Maldonado. “Pelo que eu vi ele freou muito tarde e acertou minha roda dianteira direita, o que me fez perder a direção, e foi isso: minha corrida acabou”.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O companheiro de equipe de Grosjean, Kimi Raikkonen, viveu situação diferente . No treino, o campeão mundial de 2007 foi eliminado logo no Q1 e largou na 17ª posição. Já na corrida, conseguiu chegar em sétimo, marcando seis pontos para a Lotus.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.