Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Diretores da Williams criticam início de temporada da equipe

O presidente, Adam Parr, disse que situação é "frustrante". Sam Michael, diretor técnico, a considera "inaceitável"

iG São Paulo |

O presidente da Williams, Adam Parr, e o diretor técnico, Sam Michael, afirmaram estar decepcionados com o início de temporada da equipe. Os pilotos da escuderia, Rubens Barrichello e Pastor Maldonado, não cruzaram a linha de chegada em nenhum dos dois Grandes Prêmios do Mundial até agora. Na Malásia, no último domingo, o brasileiro completou 22 das 56 voltas, enquanto o venezuelano concluiu apenas nove.

Siga o iG automobilismo no Twitter.

AP
Maldonado foi o primeiro a abandonar o GP da Malásia
Parr disse que está duplamente surpreso e frustrado com o começo de sua equipe. Para o manager, a situação é “grave, levando em consideração os resultados dos testes de pré-temporada e todo o esforço que a equipe tem demonstrado”. As declarações de Sam Michael têm o mesmo teor. “Esse quadro é inaceitável para nós e precisamos rever detalhadamente o que houve com o carro para melhorar no GP da China”, afirmou. “A confiabilidade do bólido está abaixo da capacidade dos nossos engenheiros”, completou.

Toda essa frustração com os problemas que tiraram Barrichello e Maldonado das pistas, no entanto, parece servir de combustível para os membros da Williams. Parr declarou ter planos ambiciosos com o FW33 e que pretende manter o corpo de engenheiros para além de 2012. Para o GP da China, no próximo final de semana, Michael falou que o piloto brasileiro usará um novo sistema de escape e almejou marcar pontos. “Estamos mirando uma classificação no Q3 e marcar pontos no domingo”, finalizou.
 

Leia tudo sobre: WilliamsRubens BarrichelloAdam ParrSam Michael

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG