Tamanho do texto

Para Norbert Haug, a equipe enfim conseguiu explorar todo o seu potencial

No Grande Prêmio da China, Nico Rosberg chegou a liderar a prova por 14 voltas, e terminou-a na quinta colocação. Para o chefe de esportes a motor da Mercedes, Norbert Haug, o desempenho apresentado pelo piloto mostrou o verdadeiro potencial do carro da equipe.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Eu honestamente não posso prometer que faremos a mesma coisa na Turquia, mas o mais importante é encontrar chaves para destravar a velocidade do carro. E a velocidade está lá. O desempenho na China foi genuníno”, disse Haug, em entrevista à revista alemã Autosport .

De acordo com o dirigente, o maior conhecimento do carro que mecânicos e pilotos têm nesta fase do campeonato ajudou a Mercedes a evoluir na temporada.

“Ross (Brawn) sentou com engenheiros, e mudamos nossa estratégia no fim de semana, Por exemplo: você pode destruir facilmente seus pneus quando você está com bastante combustível. Mas, se você tem um bom equilíbrio no carro, então você pode colocar bastante combustível”, contou Haug.