Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Diretor diz que acidente de Petrov foi assustador. Piloto explica

No final do GP da Malásia, competidor russo não conseguiu fazer uma curva e perdeu a chance de pontuar

iG São Paulo |

Vitaly Petrov estava na zona de pontuação faltando pouco para o fim do Grande Prêmio da Malásia, neste domingo. Porém, o russo perdeu o controle do carro e saiu do traçado, e deu o azar de passar sobre uma irregularidade do lado de fora da pista. Seu carro decolou de maneira impressionante, e, na queda, o volante de sua Lotus Renault se soltou, acabando com suas chances de pontuar.

Siga o iG Automobilismo no Twitter.

“Para ser honesto, eu não entendi o que eu fiz. Acho que eu passei por cima de um pouco de borracha, e por isso minha curva foi muito aberta. Eu poderia ter voltado, mas me choquei contra a irregularidade”, contou Petrov, em entrevista ao site “Autosport”.

Eric Boullier, chefe da Renault, disse que ficou assustado com o acidente.

“Tenho de dizer que foi assustador vê-lo pulando tão alto. Quando eu vi o volante em suas mãos, eu pensei que algo poderia ter dado muito errado. Ele fez um trabalho muito bom em manter o carro sob controle mesmo sem o volante”, declarou.

Petrov disse que não se assustou no incidente, mas apontou a irregularidade na área de escape como um fator a ser corrigido nas próximas temporadas.

“Não é assustador. Você sabe que vai decolar, mas é mais assustador quando você vê um muro na sua frente. Eu sei que é difícil, mas a irregularidade deveria ser menor. Você pode imaginar o que poderia ter acontecido se algo se desse de modo diferente. Poderia ser um acidente maior”, concluiu o russo.

Leia tudo sobre: Vitaly PetrovLotus Renault

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG