Sam Michael diz que equipe deveria ter optado por quatro paradas ao invés de três na Turquia

A Williams não marcou nenhum ponto até agora nesta temporada. Mesmo assim, o diretor técnico Sam Michael viu sinais de melhora no GP da Turquia , com Rubens Barrichello quase conseguindo passar para o Q3, mas sentiu que a equipe perdeu a chance de pontuar por conta da estratégia de três paradas.

Siga o iG Automibilismo no Twitter
.

"Nós tivemos um primeiro trecho competitivo, porque estávamos no mesmo ritmo que as Renaults", disse Michael, em entrevista ao site Autosport . “Entramos no segundo trecho e eles mudaram a estratégia. Hoje, pensamos que deveríamos ter feito isso também, porque estava difícil lidar com os pneus", disse Michael.

"Nós observamos, e pensamos se devíamos seguir a Renault numa quarta parada, mas tivemos que fazer essa escolha em torno da oitava volta, e foi aí que erramos. Uma vez que tomou essa decisão, você realmente não pode voltar atrás”, acrescentou.

O diretor disse que a escuderia forçou na estratégia de três paradas, mas que não era a coisa certa a se fazer. “As únicas que podem fazer esse tipo de estratégia dar certo são as equipes que não desgastam muito seus pneus. A Toro Rosso e a Sauber claramente desgastam menos os pneus do que nós, então eles podem se dar o luxo de fazer três paradas, ou pelo menos uma a menos do que nós, mas não podemos fazê-lo no momento", opinou o diretor.

Apesar do desapontamento na Turquia, o funcionário da Williams disse que a situação do time deve ser  melhor no GP da Espanha, quando algumas atualizações serão adicionadas ao carro.

"Teremos um bom passo na Espanha", disse o dirigente. "Esperamos obter a asa traseira parecida com a que tivemos até aqui. Temos um novo difusor, e será interessante ver como ele funcionará", finalizou Michael.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.