Tamanho do texto

Pat Fry diz que equipe ainda precisa evoluir muito para poder brigar pela pole position

O espanhol Fernando Alonso lidera o Mundial e venceu a última etapa do campeonato da Fórmula 1 , mas estará, na melhor das hipóteses, na sétima colocação do grid de largada para o Grande Prêmio da China, marcado para este domingo (15). A previsão é de Pat Fry, diretor técnico da Ferrari.

Leia também: Schumacher bate Hamilton e domina dia de treinos em Xangai

"Não estou esperando nada novo em termos de posição no grid. No momento, nossa expectativa realista é algum lugar entre a sétima e a 12ª posição. No entanto, temos que lembrar que está tudo muito perto. Então, basta um pequeno erro para provocar uma mudança significativa de posição, tanto para cima quanto para baixo", disse.

A opinião de Pat Fry é baseada nos primeiros treinos livres para o Grande Prêmio da China, realizados na madrugada desta sexta-feira (13). Enquanto o espanhol Fernando Alonso (1min37s316) terminou na 10ª posição, Felipe Massa (1min38s293) foi apenas o 17º.  O alemão Michael Schumacher liderou o dia de testes , com 1min35s973.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

"Para aqueles que me perguntam quando veremos uma Ferrari lutando pela pole position, posso responder apenas que não existe um botão mágico que podemos apertar para melhorar a situação de uma só vez. Precisamos evoluir em várias áreas, começando pela aerodinâmica, que ainda é o fator decisivo na Fórmula 1 ", declarou.

A Ferrari aproveitou as três semanas de intervalo entre as etapas da Malásia e da China para trabalhar em atualizações para o carro. Fry sentiu que as inovações funcionaram nos treinos livres, mas admitiu que as características do circuito de Xangai não favorecem a escuderia italiana.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"A primeira avaliação que podemos fazer depois dessas três horas de treino é positiva. Ainda temos horas de trabalho pela frente para concluir uma análise mais profunda. Por outro lado, não podemos ignorar o fato de que as características da pista parecem nos favorecer menos que a da Malásia", encerrou.

O Grande Prêmio da China acontece neste domingo (15), às 4h (Brasília). No sábado, às 3h, será realizado o treino classificatório para a corrida. O iG faz a cobertura completa de tudo em tempo real .