Tamanho do texto

Piloto britânico da Force India fará sua primeira corrida em Marina Bay

O jovem piloto Paul Di Resta, da Force India, fará sua estreia no Circuito de Marina Bay no próximo domingo (25), às 9h (de Brasília), quando será disputado o Grande Prêmio da Cingapura. Diante das dificuldades da corrida noturna no país asiático, o escocês alerta para possíveis obstáculos que terá pela frente.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Para facilitar a adaptação de seus pilotos ao traçado, a Force India anunciou que não utilizará o piloto de testes Nico Hulkenberg em nenhum dos treinos, dando mais tempo para os titulares Di Resta e Adrian Sutil se acostumarem à pista local.

"Fiz apenas o habitual, com trabalhos no simulador e vendo vídeos. Estive lá na temporada passada assistindo e andei pela pista, então conheço o traçado", ressaltou o piloto sobre sua preparação.

"Mas é verdade que Cingapura será, provavelmente, uma das pistas mais difíceis de aprender porque é uma volta longa. E, também, como em qualquer circuito de rua, é preciso construir sua confiança ao longo da semana", acrescentou. "Definitivamente, gosto do desafio que é andar em circuitos de rua e é necessário ter uma abordagem diferente. Apenas espero que tenhamos um clima seco enquanto eu aprendo sobre a pista", completou.

Seu companheiro, Adrian Sutil, que desmentiu o rumor sobre uma possível transferência para a Williams , explicou que não tem um sentimento diferente sobre a etapa de Cingapura, apesar de ter pontuado lá no ano passado.

"É um circuito bem interessante. Talvez não seja o meu favorito, mas há algumas curvas desafiadoras e, ao longo do ano, venho gostando mais e mais. Além disso, sempre gosto do desafio de circuitos de rua", comentou.

"A configuração de baixa pressão aerodinâmica usada no Grande Prêmio da Itália não funcionou bem para nós, então as coisas devem ser melhores em Cingapura. É o contrário do que acontecia anteriormente: agora, somos mais competitivos nos circuitos de pressão. Com uma boa estratégia, acho que tudo é possível aqui", acrescentou o alemão, que já mira uma posição melhor no Mundial de Construtores após a recente ascensão do time indiano.

"Ultrapassamos a Sauber no campeonato, o que é bom, mas temos que abrir um pouco de vantagem", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.