Mark Webber, que terminou na terceira posição, foi responsável por 14 das 63 manobras

O Grande Prêmio da China do último domingo (17) ficou marcado pelo grande número de ultrapassagens. A mais importante aconteceu na 52ª volta, quando Lewis Hamilton assumiu a liderança da prova ao deixar Sebastian Vettel para trás.

Mas o britânico da McLaren não foi quem mais se destacou por ultrapassagens na corrida. O feito coube a Mark Webber. O piloto da Red Bull, que largou na 18ª colocação, terminou a corrida em terceiro. De acordo com o site da Revista Autosport , o australiano realizou ao todo 14 ultrapassagens.

Foi o maior número de manobras deste tipo desde Eddie Irvine que, em 1999, pela Ferrari, fez 19 ultrapassagens no Grande Prêmio da França. O recorde absoluto é de Alain Prost, com 22, em 1984, no Grande Prêmio da África do Sul.

No geral, o Grande Prêmio da China teve 63 ultrapassagens, uma a mais do que na prova chinesa do ano passado. Isso significa que a corrida do último domingo teve o maior número de ultrapassagens desde 1990, no Grande Prêmio do México, onde aconteceram 70 manobras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.