Vettel venceu mais uma, Schumacher e Hamilton travaram batalha incrível e Senna pontou pela primeira vez. Veja momentos decisivos

O Grande Prêmio da Itália desse domingo (11) viu Sebastian Vettel dar mais um importante passo rumo ao título da temporada. Tendo conquistado mais uma vitória em Monza, sua oitava no ano, o alemão agora tem chances de ser campeão já na próxima etapa , em Cingapura. Jenson Button terminou a prova em segundo, após muitas ultrapassagens, e Fernando Alonso completou o pódio, para delírio da torcida italiana.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Enquanto Vettel liderou a prova com tranquilidade, outros pilotos viveram emoções durante toda a corrida. Vitantonio Liuzzi garantiu a adrenalina já na curva incial, causando um acidente que encerrou o GP de vários pilotos. Depois disso, não faltaram disputas espetaculares, como entre Lewis Hamilton e Michael Schumacher, Button e Alonso, Felipe Massa e Mark Webber e, nas últimas voltas, Hamilton e Alonso.

Bruno Senna também foi destaque. Após perder posições ao desviar do acidente na largada, o brasileiro contou com uma ótima estratégia para alcançar a nona colocação e conquistar seus primeiros pontos na Fórmula 1 .

Confira a seguir os momentos decisivos do GP.

1) Largada emocionante e confusa

Fernando Alonso foi o grande destaque nos primeiros metros da corrida italiana. O espanhol largou em quarto, conseguiu ultrapassar Vettel, Hamilton e Button e assumiu a ponta já na primeira curva.

Porém, a manobra genial logo perdeu os holofotes para um acidente impressionante. Vitantonio Liuzzi, que havia saído da última posição, errou ainda na primeira reta, rodou, passou reto pela grama e atingiu Vitaly Petrov, que já fazia a primeira curva. A batida foi forte e acabou envolvendo outros carros, como o de Nico Rosberg, Rubens Barrichello e Daniel Ricciardo. Liuzzi, Petrov e Rosberg tiveram de abandonar. Rubinho foi para aos boxes reparar os danos no bico de seu carro e Ricciardo ficou de fora por várias voltas, mas retornou à pista mais tarde, para adquirir experiência.

2) Webber compromete corrida de Massa

O acidente na primeira volta provocou bandeira amarela e a entrada do safety car, que só deixou a pista no quarto giro. Após a relargada, Webber conseguiu ultrapassar Button e partiu para cima de Massa, na briga pela quinta colocação. Porém, o australiano forçou uma manobra na primeira chicane e tocou a Ferrari, perdendo parte de sua asa dianteira. Massa rodou e perdeu muito tempo , caindo para 11º.

Mas quem se deu pior foi mesmo o piloto da Red Bull: no caminho para os boxes, ele não conseguiu controlar seu carro e chocou-se contra o muro, encerrando sua prova. No mesmo giro, Vettel ultrapassou Alonso e começou a disparar na liderança. Não demorou para o alemão cravar a volta mais rápida da corrida até então.

3) Schumacher defende posição em grande estilo

A disputa mais emocionante da prova foi protagonizada por Hamilton e Schumacher. O heptacampeão largou em oitavo, mas já nas primeiras voltas se encontrava na terceira colocação, à frente do britânico. O piloto da McLaren atacou o alemão por quase dez voltas, sem sucesso, já que Schumacher se defendia muito bem. Até que, no 13º giro, Hamilton finalmente conseguiu superá-lo. No entanto, logo na sequência, o piloto da Mercedes devolveu a manobra, retomando o terceiro lugar.

Mesmo com um carro inferior, Schumacher conseguiu segurar Hamilton, permitindo que Jenson Button se aproximasse. Button ultrapassou os dois em uma única volta, deixando para trás a briga, a partir daí, pela quarta colocação.

Com a primeira rodada de pit stops, Hamilton voltou justamente atrás de Schumacher e a batalha recomeçou. O britânico só conseguiu tomar a quarta colocação na 27ª volta, perdendo muito tempo e se afastando suas chances de subir ao pódio. Schumacher se manteve em quinto até o final da prova, somando 10 pontos para sua equipe pelo segundo GP consecutivo.

4) Button assume a vice-liderança

Há três corridas consecutivas com lugar no pódio, Button vem apresentando belas ultrapassagens ao público da F1. Na prova em Monza, após superar Hamilton e Schumacher, o campeão de 2009 acelerou e conseguiu se aproximar de Alonso, segundo colocado. A partir daí, travou-se mais uma ótima briga.

Button atacava de todas as maneiras quando, na 34ª volta, foi para seu segundo pit stop. Alonso também parou na volta seguinte e voltou na frente, ambos com pneus médios. Porém, apresentando desempenho inferior com esse tipo de composto, a Ferrari do espanhol logo foi superada pela McLaren de Button. O britânico só não conseguiu superar Vettel, que chegou a abrir mais de 15 segundos de vantagem na liderança.

5) Primeiros pontos de Senna

Bruno Senna largou em 10º na Itália, mas perdeu muitas posições ao desviar do acidente que aconteceu na largada. No entanto, com a entrada do safety car, ele foi para os boxes logo na segunda volta, mudando sua estratégia para a corrida. O brasileiro foi o único piloto a fazer três paradas, mas com a vantagem de correr até o final com pneus macios.

Além da boa estratégia, Bruno contou com a ajuda de alguns abandonos para chegar à parte final da prova na décima colocação, com Buemi a sua frente. Foi então que o brasileiro começou a perseguição ao piloto da Toro Rosso. Os dois fizeram suas últimas paradas praticamente juntos, mas Buemi voltou com os compostos médios, mais lentos. Na 48ª volta, Senna finalmente conseguiu a ultrapassagem e se garantiu na nona colocação, somando os primeiros pontos de sua carreira na F1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.