Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Com Vettel fora do pódio, Hamilton vence o GP da Alemanha

Alemão obteve seu pior resultado na temporada. Alonso foi segundo, e Massa, prejudicado pela equipe, o quinto

iG São Paulo |

Em prova cheia de ultrapassagens disputada neste domingo (24), o até então incontestável Sebastian Vettel obteve seu pior resultado na temporada. E logo no Grande Prêmio da Alemanha, sua casa. Quem se deu bem com isso foi o britânico Lewis Hamilton, que assumiu a liderança na primeira curva e venceu pela segunda vez no ano. Mas o triunfo não veio com facilidade – ele teve de brigar pela ponta desde o início com Fernando Alonso, segundo colocado, e Mark Webber, terceiro, que também chegaram a liderar.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

AP
Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Alemanha. Fernando Alonso, segundo colocado, e Mark Webber, terceiro, chegaram a liderar a prova

Felipe Massa perdeu a posição para Vettel nos boxes, na última volta, e acabou em quinto. O alemão não foi ao pódio pela primeira vez no ano – até então, seu pior resultado foi o segundo lugar, que obteve na China, no Canadá e na Grã-Bretanha. O piloto, no entanto, mantém a liderança no Mundial de Pilotos. Rubens Barrichello, da Williams, abandonou a prova por conta de problemas no motor.

Duelo de gigantes na largada

Os primeiros metros do Grande Prêmio da Alemanha apresentaram emoções no pelotão da frente. Quem se deu bem foi Lewis Hamilton, que aproveitou sua primeira largada na primeira fila desde o Grande Prêmio da Malásia para assumir a ponta. O piloto da McLaren ultrapassou o pole position Mark Webber já na primeira reta.

Fernando Alonso, agressivo, chegou a tomar a posição de Sebastian Vettel na largada. Porém, logo na segunda volta, o espanhol errou e permitiu que o alemão retomasse o terceiro lugar, posição em que largou.

Felipe Massa também largou bem e chegou a brigar pelo terceiro lugar na primeira curva, mas os adversários fecharam a porta e ele acabou caindo para sexto ao ser ultrapassado por Nico Rosberg. Jenson Button sofreu o maior prejuízo nos primeiros giros e caiu de sétimo para décimo.

Vettel erra e se afasta dos primeiros

A briga de Vettel com Alonso continuou boa. Na oitava volta, o espanhol voltou à terceira posição ao ultrapassar o alemão na reta de largada. Enquanto isso, Massa, preso atrás de Rosberg, se distanciava dos quatro primeiros.

Porém, depois de ser ultrapassado por Alonso, Vettel errou, perdeu o controle do carro e rodou, saindo da pista. Graças à falha, o alemão perdeu o contato com o espanhol e permitiu a aproximação de Rosberg e Massa.

O brasileiro continuou atacando o alemão da Mercedes. Na 12ª volta, na reta de largada – mesmo lugar em que Alonso ultrapassou Vettel – Massa conseguiu superar Rosberg, e passou a perseguir o líder do Mundial.

McLaren, Red Bull e Ferrari brigam na frente

Na 13ª volta, Hamilton errou na entrada da chicane e permitiu a ultrapassagem de Webber. Mas a liderança do australiano não durou muito, já que o britânico devolveu a manobra na reta dos boxes. A briga por posição dos dois permitiu a aproximação de Alonso e os três primeiros passaram a andar praticamente juntos.

Com a primeira rodada de pit stops – que começou com Webber, na 15ª volta – o australiano assumiu a liderança da prova, seguido por Hamilton e Alonso, que saíram juntos dos boxes. Massa conseguiu ultrapassar Vettel na pista antes de seu pit stop, e voltou à pista na frente do alemão. O brasileiro e o alemão voltaram atrás de Button, Petrov e Kobayashi, que não pararam, e conseguiram superar o russo e o japonês na pista. Com a parada do britânico, o piloto da Ferrari e o da Red Bull voltaram a ser quarto e quinto, respectivamente.

Lewis Hamilton assume a ponta

A segunda rodada de pit stops começou na 31ª volta, com Mark Webber. No giro seguinte, foi a vez de Lewis Hamilton parar. O britânico voltou na frente do alemão, e chegou a espalhar na curva 1. Porém, no braço, o piloto da McLaren conseguiu segurar o ataque da Red Bull rival.

Na 33ª volta, foi a vez de Alonso parar. A Ferrari trabalhou bem nos boxes e o espanhol voltou na frente, mas, com pneus mais aquecidos, Hamilton partiu para o ataque logo no retorno do espanhol e assumiu a liderança da corrida. Quem sofreu maior prejuízo foi Webber, que caiu para a terceira colocação.

A segunda rodada de pit stops também permitiu a aproximação de Vettel e Massa – o alemão passou a atacar o brasileiro, então quarto colocado. O brasileiro, no entanto, fez um bom trabalho para defender sua posição.

Última rodada de pit stops decide a corrida e Ferrari prejudica Massa

Como os pneus médios têm desempenho inferior aos macios, os pilotos retardaram ao máximo sua última parada antes de colocar os compostos mais duros. O primeiro a parar foi Hamilton, que foi para os boxes faltando oito voltas para o fim. Fernando Alonso tomou o mesmo caminho no giro seguinte, mas voltou atrás do rival. Webber, último a parar, voltou na terceira colocação.

A emoção ficou por conta da disputa de Massa com Vettel, que, confiando no desempenho dos pneus macios, pararam apenas na última volta. Resultado: a Red Bull trabalhou mais rápido e Massa, que segurou Vettel na pista durante cerca de 30 voltas, perdeu a posição no giro final.

Confira a classificação do Grande Prêmio da Alemanha:

1 – Lewis Hamilton (GBR) – McLaren – 1h37m30s334
2 – Fernando Alonso (ESP) – Ferrari – a 3s9
3 – Mark Webber (AUS) – Red Bull – a 9s7
4 – Sebastian Vettel (ALE) – Red Bull a 47s9
5 – Felipe Massa (BRA) – Ferrari – a 52s2
6 – Adrian Sutil (ALE) – Force India – a 86s2
7 – Nico Rosberg (ALE) – Mercedes – a 1 volta
8 – Michael Schumacher (ALE) – Mercedes – a 1 volta
9 – Kamui Kobayashi (JAP) – Sauber – a 1min17s9 – a 1 volta
10 – Vitaly Petrov (RUS) – Lotus Renault – a 1 volta
11 – Sergio Pérez (MEX) – Sauber – a 1 volta
12 – Jaime Alguersuari (ESP) – Toro Rosso – a 1 volta
13 – Paul di Resta (GBR) – Force India – a 1 volta
14 – Pastor Maldonado (VEN) – Williams – a 1 volta
15 – Sébastien Buemi (SUI) – Toro Rosso – a 1 volta
16 – Heikki Kovalainen (FIN) – Team Lotus – a 2 voltas
17 – Timo Glock (ALE) – Virgin – a 3 voltas
18 - Jérôme D’Ambrosio (BEL) – Virgin – a 3 voltas
19 – Daniel Ricciardo (AUS) – Hispania – a 3 voltas
20 – Karun Chandhok (IND) – Team Lotus – a 4 voltas
21 – Vitantonio Liuzzi (ITA) – Hispania – abandonou
22 – Jenson Button (GBR) – McLaren – abandonou
23 – Rubens Barrichello (BRA) – Williams – abandonou
24 – Nick Heidfeld (ALE) – Lotus Renault – abandonou

Leia tudo sobre: F1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG