Tamanho do texto

Preocupada com a radioatividade após acidente nuclear em Fukushima, equipe mudará sua rotina de alimentação

A Red Bull levará sua própria comida para o Grande Prêmio do Japão deste fim de semana. A equipe está preocupada com a radiotividade, questão que incomoda o país asiático desde o acidente nuclear na usina de Fukushima, no início do ano.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Segundo o jornal alemão Bild am Sonntag , a equipe de Sebastian Vettel - que deve garantir o título do Mundial neste domingo (9), modificará sua rotina habitual para preparar comida para seus 80 integrantes.

Normalmente, alimentos perecíveis como carnes, frutas e vegetais são comprados no local das provas, mas, para a etapa de Suzuka, a Red Bull levará esses itens da Europa. A reportagem diz ainda que o chefe da equipe, Christian Horner, aconselhou os empregados a não comerem em restaurantes durante este fim de semana.

No último domingo, a MotoGP aconteceu na cidade de Motegi , a 130 kilometros da usina nuclear de Fukushima. Jorge Lorenzo, piloto da categoria, revelou que usou sabão e água engarrafada para tomar banho e Dani Pedrosa disse que jogou fora as roupas usadas lá.

No entanto, Jaime Alguersuari, piloto da equipe de Fórmula 1 Toro Rosso , afirmou estar tranquilo com a visita ao Japão. “Acredito que a situação está totalmente calma e estaremos muito longe de Fukushima. Estou indo sem medo algum”, declarou em entrevista ao jornal espanhol Marca .