Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Com histórico de erros, Ferrari é a sexta pior nos pits em 2011

Mercedes é a que menos tempo gasta nas paradas. Red Bull e McLaren estão entre as melhores

Lucas Pastore, iG São Paulo |

AP
Ferrari de Alonso durante pit stop na Malásia
Sinônimo de equipe vencedora, a Ferrari não faz jus à sua fama na temporada 2011. A escuderia, maior vencedora da Fórmula 1 com 16 títulos, ocupa a terceira colocação no Mundial de Construtores, com 55 pontos de desvantagem para a líder Red Bull. Nas pistas, o carro não oferece condições para Felipe Massa e Fernando Alonso brigarem por vitórias. Fora, a equipe tem de lidar com um problema surpreendente tendo em vista seu histórico: é a sexta escuderia mais lenta durante os pit stops no ano.

Siga o iG automobilismo no Twitter

Nesta temporada, os pilotos da Ferrari gastam em média 23s946 no pit lane durante suas paradas. O tempo supera em mais de um segundo o gasto pela Mercedes (equipe mais rápida nas trocas), que detém seus competidores por apenas 22s483.

Líderes do Mundial de Cunstrutores, Red Bull (22s590) e McLaren (22s633) também levam vantagem sobre a escuderia italiana. Sauber, Force India e Lotus Renault são as outras mais rápidas nos boxes (veja quadro abaixo).

O caso mais emblemático aconteceu com Massa no Grande Prêmio da Malásia. Sua primeira parada foi atrapalhada por um problema na troca do pneu dianteiro esquerdo do bólido, o que acarretou em uma demora de 29s224. Foi o segundo pit stop mais lento da primeira rodada de paradas da prova. O brasileiro acabou em sexto, e, depois do evento, disse que poderia ter brigado pelo pódio se não fosse o tempo perdido no pit.

Nesta semana, a Ferrari revelou que detectou um problema em seu túnel de vento e afirmou que, usando as instalações da Toyota, será capaz de ganhar até um segundo por volta na Turquia. Mas a equipe terá de melhorar também seu desempenho nos pit stops se quiser se aproximar dos líderes.

Em 2008, erros custaram caro a Felipe Massa

AP
Ferrari tem apenas a sétima melhor média de tempo nas paradas

Nesta temporada, com um carro inferior aos de Red Bull e McLaren, a lentidão da Ferrari nos boxes causou pouco impacto para seus pilotos. Porém, em 2008, erros da equipe nas paradas de Felipe Massa ajudaram a tirar o título mundial das mãos do brasileiro, que ficou com o vice-campeonato, apenas um ponto atrás de Lewis Hamilton.

O primeiro erro daquele ano aconteceu no Canadá. Com a entrada do safety car na pista, os pilotos da Ferrari foram para os boxes ao mesmo tempo, e Massa teve de esperar a troca de pneus e o reabastecimento – ainda permitido naquele ano – de Kimi Raikkonen. Porém, os mecânicos se atrapalharam com a mangueira e não conseguiram injetar combustível no carro de Massa. Resultado: o brasileiro teve de dar mais uma volta para retornar aos boxes, o que minou suas chances de vitória. Ele terminou em quinto.

Mas foi em Cingapura que aconteceu o erro mais marcante. A Ferrari estreava um “pirulito” eletrônico que ficava à frente do piloto com as luzes vermelha ou verde acesas. Porém, o mecânico responsável por operar o dispositivo errou e liberou o brasileiro antes do tempo. O piloto arrancou com a mangueira de combustível conectada e fechou Adrian Sutil, o que lhe rendeu uma penalidade drive through. O ferrarista terminou aquela corrida na 13ª colocação.

Veja o tempo médio que cada equipe gasta nos pit stops em 2011:

Equipe Tempo Médio nas paradas Número de Pit Stops no ano
Mercedes 22s483 15
Red Bull 22s590 17
McLaren 22s633 18
Sauber 22s785 12
Force India 23s231 15
Lotus Renault 23s615 14
Ferrari 23s946 17
Team Lotus 24s221 10
Williams 25s292 11
Hispania 25s910 7
Toro Rosso 26s482 13
Virgin 1min4s297 13

Leia tudo sobre: pit stopsferrarired bullmclaren

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG