Tamanho do texto

Alemão diz que meta do ano era defender o título, mas que isso não precisa acontecer em Cingapura

Líder do Mundial de Pilotos , Sebastian Vettel tem 112 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Fernando Alonso, e poderá sagrar-se campeão já na próxima corrida , o Grande Prêmio de Cingapura, que será disputado neste domingo (25), às 9h (de Brasília). Mesmo com a possibilidade, o alemão afirmou que não vai mudar sua abordagem durante a prova.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Ainda não ganhamos nada. Estamos em boa posição, mas ainda temos muito pela frente. Temos que correr e, fazendo nosso trabalho normal, tentar alcançar nosso melhor. Nossa meta para essa temporada era defender o título. Estamos em uma posição muito boa e não há motivos para essa meta mudar. Não importa quando, o que importa é que aconteça”, disse Vettel.

O alemão relembrou sua ultrapassagem sobre Alonso no Grande Prêmio da Itália e disse que o espanhol deu a ele exatamente o espaço suficiente para a manobra.

“Foi no limite. Eu sabia que, se quisesse passar, teria de fazer alguma coisa. Foi mais perigoso uma volta antes, quando freamos e não havia muito espaço entre nós. Conversamos depois da corrida e ficou tudo bem. Geralmente, se você está correndo com alguém como Fernando, que você conhece e respeita muito, você pode forçar os limites e ficar lado a lado porque você sabe que ele vai te dar espaço, não muito, mas o suficiente”, disse Vettel, que também comentou a disputa por posição de Hamilton e Schumacher naquela corrida.

“Acho que foi divertido de assistir. Se foi duro ou não... É fácil entender as frustrações de Lewis se você está atrás e sabendo que você é mais rápido e está preso atrás de outro carro”, completou.

[]