Compostos da Pirelli soltam pedaços de borracha, o que pode ser causa de acidentes para o espanhol

Após o Grande Prêmio da Malásia , o piloto Fernando Alonso, da Ferrari, e o chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, tiveram diferentes leituras do desempenho dos pneus Pirelli. Para o espanhol, a quantidade de pedaços de borracha soltos na pista é uma preocupante.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Há uma preocupação em relação a lugares como Canadá, Cingapura e Mônaco. Se você alcançar um retardatário, ele vai abrir espaço, você ultrapassa por dentro e alguns dos pedaços de borracha grudam no seu pneu. Então, na próxima curva, você perde o ponto de frenagem. O circuito da Malásia é largo e você sempre pode voltar para a pista, mas os circuitos mais estreitos preocupam”, confessou Alonso.

Horner, por outro lado, acredita que o desgaste dos pneus trouxe mais espetáculo para a prova em Sepang.

“Adiciona emoção para a corrida. Creio que você tem de ser flexível, nós não sabíamos se seria uma corrida de três, quatro ou cinco paradas. Foi muito intenso para nós da largada até a chegada”, disse o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.