Tamanho do texto

Dirigente da empresa francesa afirma que contrato com a equipe vai até 2013 e será cumprido

Getty Images
Eric Boullier (esquerda), Robert Kubica (centro) e Jean-François Caubet (direita) em 2010
De acordo com o que afirmou o diretor da Renault, Jean-François Caubet, nesta quarta-feira (13), os boatos que apontam o fim da parceria entre a fornecedora francesa de motores e a escuderia Lotus Renault não têm fundamento.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Com a definição da parceria entre Renault e Williams para 2012 , surgiram boatos de que a Lotus Renault fecharia com a Cosworth para as próximas temporadas, o que foi negado por Caubet.

“Temos um contrato muito bem definido de três anos com a Lotus Renault de fornecimento de motores”, afirmou o dirigente. “Vamos cumprir o acordo até o fim. Fiquei até surpreso com o surgimento desses rumores”, completou.

Caubet também afirmou que a parceria com a escuderia, firmada até 2013, pode se estender. “Estamos discutindo seriamente um acordo para os motores V6 em 2014”, declarou, mencionando a nova regra de motores para a Fórmula 1 da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

A Lotus Renault conta atualmente com o Vitaly Petrov e Nick Heidfeld como sua dupla de pilotos. Nesta quarta-feira, Eric Boullier, chefe da escuderia, afirmou que o alemão perderá seu espaço no cockpit quando Robert Kubica regressar à categoria . O polonês sofreu grave acidente em uma prova de Rali, em fevereiro de 2011.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.