Tamanho do texto

Retrospecto da temporada é favorável ao britânico na briga pela segunda colocação do Mundial

Após a terceira colocação no Grande Prêmio de Abu Dhabi deste domingo (13), Jenson Button fica em situação confortável na luta pelo vice-campeonato do Mundial de Pilotos . Com um pódio no GP do Brasil, que fecha o calendário de 2011 no dia 27 de novembro, o britânico garante o troféu de segundo colocado no campeonato.

Veja também: Vettel abandona um GP pela primeira vez desde outubro de 2010

Isso porque Fernando Alonso, principal concorrente ao vice-campeonato, tem 245 pontos, 10 a menos do que Button. Se o ferrarista vencer a prova em Interlagos , vai aos 270 pontos, mesma pontuação que o britânico alcança chegando em 3º. No critério de desempate, o piloto da McLaren leva a melhor, pois já tem três vitórias no Mundial, contra apenas uma do espanhol.

Outro concorrente ao vice-campeonato do Mundial de Pilotos é Mark Webber, que corre por fora. Todavia, o australiano terá vida difícil, pois, se vencer no GP do Brasil, chega apenas a 258 pontos. Button, atualmente com 255, teria de não pontuar ou ficar abaixo da oitava posição e, Alonso, dono de 245, teria de concluir a última etapa do ano sem pódio.

Dadas essas condições e o crescimento da McLaren na reta final da temporada, o vice-campeão do Mundial tem tudo para ser Button. O pódio, meta do britânico para Interlagos, foi lugar bastante frequentado por ele durante esse Mundial. Das 18 corridas disputadas até aqui, o campeão de 2009 ficou 11 vezes entre os três melhores.

Além disso, Button pode vencer o vice-campeonato da temporada sem pódio. Basta, é claro, superar Alonso e Webber ou não deixar com que Alonso faça 11 pontos a mais que ele.

Confira como está a classificação do Mundial de Pilotos

1 – Sebastian Vettel (ALE) – Red Bull – 374
2 – Jenson Button (GBR) – McLaren – 255
3 – Fernando Alonso (ESP) – Ferrari – 245
4 – Mark Webber (AUS) – Red Bull – 233
5 – Lewis Hamilton (GBR) – McLaren – 227
6 – Felipe Massa (BRA) – Ferrari – 108
7 – Nico Rosberg (ALE) – Mercedes – 83
8 – Michael Schumacher (ALE) – Mercedes – 76
9 – Vitaly Petrov (RUS) – Renault – 36
10 – Nick Heidfeld (ALE) – Renault – 34
11 – Adrian Sutil (ALE) – Force India – 34
12 – Kamui Kobayashi (JAP) – Sauber – 28
13 – Jaime Alguersuari (ESP) – Toro Rosso – 26
14 – Paul di Resta (GBR) – Force India – 23
15 – Sébastien Buemi (SUI) – Toro Rosso – 15
16 – Sergio Pérez (MEX) – Sauber – 14
17 – Rubens Barrichello (BRA) – Williams – 4
18 – Bruno Senna (BRA) – Renault – 2
19 – Pastor Maldonado (VEN) – Williams – 1