Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Button espera maior segurança no Brasil após incidente em 2010

Britânico, assaltado ano passado nos arredores de Interlagos, diz que fato não tira seu amor pelo país

Reuters |

A lembrança do ataque armado no ano passado do lado de fora do Circuito de Interlagos não diminuiu o amor de Jenson Button pelo Grande Prêmio do Brasil. O britânico se prepara para voltar a São Paulo neste fim de semana, onde, às 14h (Brasília) disputará, com favoritismo, o vice-campeonato no encerramento da temporada.

Leia também: Símbolo do automobilismo no Brasil, Interlagos faz 39 anos de F1

Button, que conquistou o título mundial de Fórmula 1 em 2009 com a Brawn GP no Brasil, afirmou a repórteres que espera por uma segurança maior desta vez, e que está ansioso por voltar.

Getty Images
Jenson Button, piloto da McLaren e favorito ao vice do Mundial de Pilotos 2011

"Não, de forma alguma", afirmou o piloto da McLaren quando perguntado se ele tinha qualquer preocupação ou temor com a volta a São Paulo.

"Alguma coisa estava para acontecer. Isso aconteceu muitas vezes com os mecânicos e engenheiros. No final, ia acontecer com um piloto, mas não acho que eles queriam qualquer coisa, exceto pegar as nossas bolsas", disse.

"Mas temos mais segurança neste ano. Eu acho que todos os pilotos vão ter uma escolta policial neste ano no Brasil, e é isso que eles devem fazer. Mas você também tem que pensar em todos os outros na Fórmula 1, porque eles não têm escolta policial", acrescentou.

Button escapou ileso da tentativa de assalto em uma rua movimentada perto de uma favela quando deixava o autódromo depois do treino de qualificação para a corrida.

O britânico, que estava com seu pai e o empresário, foi retirado do local de perigo por um policial armado treinado em técnicas de prevenção de assaltos que estava ao volante da Mercedes à prova de balas.

As equipes sempre ficam preocupadas com tentativas de assaltos armados contra seus membros quando eles deixam o circuito, após uma série de incidentes ao longo dos anos, apesar de uma forte presença da polícia.

Um grupo de engenheiros da Sauber foi assaltado à mão armada logo após o incidente com Button.

Button buscará vencer a corrida deste ano depois que seu companheiro de equipe na McLaren, Lewis Hamilton, ganhou a corrida passada em Abu Dhabi, deixando os dois pilotos com três vitórias cada um.

Hamilton também ganhou seu título em Interlagos, em 2008, quando desbancou o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, por apenas um ponto.

"É um ótimo grande prêmio. Adoro correr em São Paulo", disse Button, que pode terminar em segundo lugar num campeonato já vencido por Sebastian Vettel, da Red Bull.

"Há uma atmosfera especial, mesmo quando o seu companheiro de equipe é brasileiro (Rubens Barrichello em 2009) e você está lutando pelo campeonato mundial."

"Eu ainda amo (o Brasil), porque eles são tão apaixonados, e há muita história naquele circuito. É uma pena que as coisas acontecem lá quando deixamos o circuito, mas acho que isso só mostra as diferenças do país", acrescentou.

Button espera que Vettel volte forte depois de sofrer seu primeiro abandono da temporada, em Abu Dhabi, enquanto Fernando Alonso, da Ferrari, que venceu seus dois títulos no Brasil, nunca pode ser descartado.

Felipe Massa estará correndo em casa, em sua 100ª prova pela Ferrari, enquanto o australiano da Red Bull, Mark Webber, vencedor de 2009 em Interlagos, tem uma última chance de conquistar uma vitória na temporada.

"Haverá seis de nós realmente na disputa", disse Button. "Estou animado com o desafio."

 

Leia tudo sobre: f1buttoninterlagosassaltadogp do brasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG