Inglês admitiu que teve sorte no GP do Canadá, mas elogiou trabalho da McLaren nos boxes

Após se envolver em acidentes e ser penalizado no emocionante GP do Canadá deste domingo (12), Jenson Button ultrapassou o líder do campeonato Sebastian Vettel na última volta do circuito de Montreal e conquistou uma vitória histórica . O primeiro lugar rendeu ao piloto a segunda posição no Mundial de Pilotos. Após a prova, o inglês não tinha palavras para definir o que sentia.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Realmente não sei o que dizer. Foram três horas muito emocionantes, desde o começo. Teve o incidente com Lewis (Hamilton), eu não conseguia ver nada quando ele estava comigo. Pedi desculpas a ele e depois disso foi uma briga", declarou Button.

O piloto se envolveu em três acidentes. Além do incidente com Hamilton , foi tocado por Mark Webber e teve leve choque com Fernando Alonso, que tirou o espanhol da corrida.

"Tomei uma penalidade por velocidade atrás do safety-car , então precisei achar um jeito em três oportunidades. Na última volta, estava perseguindo Seb (Sebastian Vettel) e ele correu muito aberto na parte molhada do circuito, então aproveitei a oportunidade", acrescentou. "Foi uma corrida fantástica, mesmo se eu não tivesse vencido, estaria muito feliz. Uma vitória sensacional e, provavelmente, a melhor da minha carreira".

Button aproveitou pra agradecer à McLaren pelas estratégias e admitiu que teve um pouco de sorte também. "Sinto que passei mais tempo nos boxes do que na pista. Mas o pessoal fez um trabalho incrível em termos de estratégia. Em alguns pontos, nós definitivamente tivemos sorte com a tática. Nós a definimos muito bem, pois fomos com (pneus) slicks e o carro se comportou muito bem nessas condições traiçoeiras", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.