Tamanho do texto

Apesar disso, britânico, que larga em segundo, acredita ter tirado o máximo de sua McLaren

O domínio dos treinos livres e o bom ritmo na última volta do treino classificatório para o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 fizeram o britânico Jenson Button acreditar que ele ficaria com a pole position para a corrida deste domingo (9), às 3h (Brasília). Com o tempo de 1min30s475, ele só não contava com o alemão Sebastian Vettel, que assegurou a primeira colocação do grid por apenas 0s009.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O Grande Prêmio do Japão será a 15ª prova da temporada da F1 , mais uma com carros da Red Bull na pole. Vettel é responsável por 12 poles da equipe e o australiano Mark Webber pelas outras três . "Eu estava melhorando no Q3 e achei que a última volta seria o suficiente. Mas foram nove milésimos, então não foi bom o suficiente", disse o britânico, único com chances matemáticas de tirar o título das mãos de Vettel . "Senti que tirei o máximo do carro. Saí um pouco de frente na última volta, mas talvez é porque tenha forçado demais", completou.

Apesar de não ter conseguido a pole position em Suzuka , Button se disse feliz pelo desempenho da McLaren no Japão. Ele liderou todos os treinos livres e largará na primeira fila. Seu companheiro de equipe, o também britânico Lewis Hamilton, ficou com a terceira posição do grid.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.