Brasileiro afirma que é perfeccionista e pretende ser pressionado para melhorar desempenho

Titular na Fórmula 1 desde a etapa da Bélgica , a última realizada do calendário , o brasileiro Bruno Senna disse nesta quinta-feira (8), durante a entrevista coletiva em Monza, na Itália, que quer ser pressionado pela Lotus Renault por resultados nas pistas.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Quando estou trabalhando sou perfeccionista e tento fazer tudo certo. Trabalho muito, mas muito duro, e dou 100% de mim no carro. Então, se não estou fazendo bem, eu fico mal-humorado", disse.

"Se o time comete um erro, com certeza vou apontá-lo. Do mesmo jeito, se não estou com um bom desempenho, já disse para eles: 'vocês têm que me cobrar', porque quero ser pressionado para fazer o melhor", acrescentou.

Sobre sua falta de experiência na categoria, o brasileiro ressaltou que tem de dar um passo de cada vez. "O principal desafio de um piloto jovem é não necessariamente ter o caminho correto em sua mente em termos de desenvolvimento do carro. Mas é relativo, às vezes um piloto pode ter isso naturalmente e, às vezes, tem que aprender", comentou.

Sobre a etapa de Monza, neste fim de semana, o sobrinho de Ayrton quer fazer melhor do que na Bélgica. Em Spa-Francorchamps, pela sua primeira corrida em 2011, ele conseguiu um surpreendente 7º lugar no classificatório , mas um erro de freada fez com que caísse posições na prova principal em função de uma penalidade. Ele ainda tirou Jaime Alguersuari, da Toro Rosso, da corrida. Mesmo assim, terminou em 13º.

"Já tive um fim de semana para mim, então não vou como um completo desconhecido. Agora também tem o fato de que está garantido que vou correr até o fim da temporada. Isso significa que o time está feliz em me dar esta oportunidade para continuar. Será uma grande chance para provar a mim mesmo. Mas eu terei uma abordagem diferente de Spa", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.