Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Britânicos da Fórmula 1 lamentam violência em Londres

Bernie Ecclestone, chefe da categoria, diz que situação pode manchar a imagem do esporte local

iG São Paulo |

Personalidades britânicas da Fórmula 1 lamentaram a onda de violência nas ruas de Londres. Bernie Ecclestone, chefe da categoria – e dono do Queens Park Rangers, equipe londrina de futebol – acredita que a situação da cidade pode manchar a imagem do esporte local, já que partidas da Premier League correm o risco de ser adiadas.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Isso mandaria uma mensagem terrível para o resto do mundo. A Premier League é assistida em todo o lugar para onde eu viajo. Eu sempre vejo o Manchester United na TV, onde quer que eu esteja. Então, é uma mensagem muito ruim para a Inglaterra, e vamos ter as Olimpíadas em breve”, lembrou Ecclestone.

Paul Hembrey, diretor de automobilismo da Pirelli, repudiou os atos de violência. O dirigente cobrou uma resposta forte das autoridades locais.

“É esmagador o nível de raiva e descontentamento de tantas pessoas, independente de raça, religião ou classe social. Todos querem uma ação dura”, declarou Hembrey.

Leia tudo sobre: F1Bernie EcclestonePaul Hembrey

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG