Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Briatore diz que Alonso merece ser o melhor piloto da história

Ex-chefe da Renault coloca espanhol ao lado de Senna, Prost e Schumacher

EFE |

O italiano Flavio Briatore, ex-chefe da equipe Renault, pela qual Fernando Alonso ganhou dois títulos mundiais de Fórmula 1, em 2005 e 2006, afirmou que o espanhol merece ser o melhor piloto da história e não descartou a possibilidade de voltar a trabalhar com ele.

Siga o iG AUtomobilismo no twitter

"Fernando merece ser o melhor piloto da história. Decidiu ficar na Ferrari até terminar sua carreira e espero que a equipe lhe dê um carro para que possa ganhar mais títulos que (Michael) Schumacher", declarou Briatore à rádio espanhola Onda Cero.

Para o italiano, há cinco ou seis pilotos muito bons e Fernando é o melhor. "Depois estão Hamilton, Vettel, Button e Webber. Se Fernando guiasse um Red Bull, ganharia com uma diferença enorme", acrescentou.

Briatore lembrou o primeiro título mundial do espanhol: "O primeiro sempre é melhor e mais lindo. A primeira vez foi muito emocionante porque Fernando era muito jovem. Tínhamos apostado muito nele, sentia que era fenomenal, especial. Foi uma temporada estupenda".

O italiano ressaltou que "Alonso, antes de qualquer coisa, é um amigo", e destacou que é muito fácil trabalhar com o espanhol, pois além de ser "modesto e sincero", sabe dar indicações importantes aos engenheiros. "É um dos poucos grandes pilotos ao lado de Senna, Prost e depois Schumacher", pontuou.

Briatore acredita que a Ferrari proporcionará "um bom carro para Fernando Alonso e que ano que vem ele poderá competir para ganhar o Mundial", porque o piloto asturiano "tem que ganhar" um campeonato com a escuderia italiana. "Certamente quando ganhou o Mundial com a Renault, (Alonso) era muito feliz, mas tenho certeza que quando vencer com a Ferrari será ainda mais feliz porque será o presente, não o passado", explicou o ex-chefe da Renault.

Com relação ao futuro da categoria, Briatore é bastante crítico: "Os engenheiros tomaram o controle da Fórmula 1 e as regras são muito difíceis de interpretar. Tínhamos que voltar à F1 mais normal, como na época de Senna, Prost, Mansell e Alonso em seu início. Nos últimos cinco ou seis anos, a F1 se tornou muito tecnológica".

Por último, o italiano comparou Fernando Alonso e Michael Schumacher: "Fernando é um pouquinho melhor, porque quando Michael tem pressão falha muito, enquanto Fernando aumenta sua concentração. Teria sido estupendo vê-los na mesma equipe. Acho que na qualificação Michael poderia chegar primeiro, mas Fernando ganharia a corrida".

Leia tudo sobre: F1Flavio BriatoreFernando AlonsoFerrari

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG