Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Berger afirma que não teria contratado Raikkonen para 2012

Ex-piloto austríaco apoiou a decisão da Toro Rosso, que dispensou Buemi e Alguersuari

iG São Paulo |

Ex-piloto de Fórmula 1, Gerhard Berger afirmou que, se fosse chefe de equipe, não teria contratado Kimi Raikkonen para a próxima temporada. Na opinião do austríaco, que competiu na categoria entre 1984 e 1997, o finlandês, reforço da Lotus Renault, pode encontrar dificuldades para alcançar seu melhor desempenho.

Veja também: Após ano ruim, brasileiros lutam por manutenção na Fórmula 1

“Eu diria que ele tem 50% de chances de alcançar o topo novamente. Não penso o melhor sobre um piloto que decide parar, corre um pouco de rali e diz ‘tudo bem, estou voltando’. Ficarei surpreso se ele tiver a força, a disciplina e a ambição para retornar ao topo”, disse Berger, em entrevista à televisão austríaca ORF.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Claro que ele não deve ser subestimado, não há dúvidas de que ele é rápido e seria bom para a Fórmula 1 se ele voltasse ao topo, então vamos torcer e desejar o melhor a ele”, completou.

O ex-piloto austríaco apoiou a decisão da Toro Rosso, que dispensou Sébastien Buemi e Jaime Alguersuari e confirmou Daniel Ricciardo e Jean-Éric Vergne para a próxima temporada.

“A exigência da Red Bull é a maior de todas, claro. Então, Buemi e Alguersuari eram bons para a Toro Rosso, mas não para a Red Bull. A Red Bull está certa em procurar em outro lugar para encontrar o que eles querem”, declarou Berger.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG