Após a prova no Canadá, brasileiro disse estar com raiva por ter ficado apenas na sexta posição

Nem mesmo uma boa corrida conseguiu colocar fim à seca de pódios de Felipe Massa. Desde o GP da Coreia – antepenúltimo de 2010 – o brasileiro não estoura champanhe entre os melhores de uma prova. E, neste domingo (12), no Grande Prêmio do Canadá , o fim do tabu esteve próximo.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Massa se manteve em terceiro durante boa parte da corrida. Porém, quando decidiu colocar os pneus supermacios, voltou atrás do retardatário Narain Karthikeyan. Na tentativa de ultrapassá-lo, acabou passando por uma parte molhada da pista, perdeu o controle do carro e foi parar no muro. Por isso, teve de voltar aos boxes para reparar os danos em seu carro.

“Minhas chances de terminar no pódio e de lutar pela vitória evaporaram quando tentei ultrapassar Karthikeyan. Ele estava muito lento na linha seca mas, quando estava tentando passar pela parte molhada, ele acelerou, e eu perdi controle do carro e acabei no muro. Graças ao próximo safety car, consegui chegar e, no fim, consegui passar alguns carros pela sexta posição. Estou com raiva, não há como negar”, declarou o brasileiro após a corrida .

Nesta segunda-feira (13), o indiano da Hispania se defendeu das críticas feitas pelo brasileiro e afirmou que o emprego de Massa na Ferrari está em jogo . “O jogo da culpa começa quando seu lugar na equipe está ameaçado", afirmou Karthikeyan.

A frustração aumentou porque Massa largou em seu melhor grid nos últimos nove meses – a última vez em que o brasileiro saiu em terceiro antes da corrida canadense foi no GP da Itália de 2010, em setembro.

Ao menos, no fim da corrida o ferrarista conseguiu uma bela ultrapassagem sobre Kamui Kobayashi, nos metros finais, para garantir a sexta colocação. Os pontos que Massa anotou com isso fizeram com que o piloto recuperasse o sexto lugar no Mundial de Pilotos .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.