Piloto brasileiro conversará com a cúpula da escuderia na semana que vem para de olho em contrato superior a um ano

Rubens Barrichello continua empenhado em adiar o adeus à Fórmula 1 . Convidado da gravação do programa "Altas Horas", da TV Globo, nesta quinta-feira, ele reiterou o desejo de continuar ativo na modalidade, revelando uma reunião com a diretoria da Williams na próxima semana para poder renovar seu contrato.

“Tenho falado muito para a Williams que é lá que eu quero ficar. Estou pronto para assinar mais de um ano de contrato. Hoje, tenho 39 anos e 33 de carreira. Quero estar com 40 na Fórmula 1. Já existem algumas conversas, mas sem papel assinado. Na semana que vem, vou lá para conversarmos mesmo sobre isso”, afirmou o veterano.

“Não quero simplesmente pilotar. Se for oferecido um carro que não é competitivo, não quero. A Williams está melhorando e tem tudo para seguir assim. Quero dar continuidade a este trabalho”, completou o recordista de corridas da Fórmula 1 com um total de 318 grandes prêmios.

Veja também: A classificação do Mundial de pilotos na temporada 2011

Rubinho ainda foi questionado se seu antigo companheiro Michael Schumacher deveria encerrar a carreira. Apesar de salientar que muitas vezes é mal-interpretado, o brasileiro deixou a entender que o alemão está passando dos limites e que deveria dar adeus à categoria, em sua opinião.

“Ele ficou três anos parado e isso é muito tempo. O mundo vai para frente e a Fórmula 1 não está parada. Se você vai para o cassino disposto a perder cem reais e perde aquilo tudo bem. Mas muita gente fala que vai gastar mais cem porque está perdendo e continua lá. Acho que esse é o caso do Schumacher”, concluiu Rubinho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.