Francês foi o grande destaque dos testes para novatos da Fórmula 1 na última semana

O francês Jean-Éric Vergne foi o grande destaque dos testes de jovens pilotos da Fórmula 1 , realizados na semana passada. Liderando todas as sessões com a Red Bull, o novato garantiu que pode se comparar ao atual segundo piloto da escuderia, o australiano Mark Webber.

Leia também: Bruno Senna espera pressão maior por correr em casa

Depois de finalizar os trabalhos no Circuito de Yas Marina , em Abu Dhabi, Vergne admitiu que foi bastante elogiado por sua equipe, atual bicampeã da categoria. Principalmente depois de chegar perto do tempo que tinha rendido a pole position a Sebastian Vettel uma semana antes. "Quando voltei dos testes, vi comentários do chefe de engenharia, Ian Morgan, e eles foram muito positivos, não posso esconder isso", disse em entrevista à revista francesa Le Nouvel Observateur.

"Então, eu acho que, se estivesse na Red Bull, não faria pior que Webber. Essa é a minha impressão depois destes testes. Mas sei que a estrada é longa ainda e o lugar para onde vou é o Brasil . É o meu último treino livre com a Toro Rosso antes de saber o que farei na próxima temporada", acrescentou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O francês, campeão da F-3 Inglesa em 2010 e vice da World Series neste ano, almeja uma vaga de titular no segundo time da Red Bull em 2012. No entanto, sabe que a preferência é pelo australiano Daniel Ricciardo, que estreou pela Hispania no meio desta temporada.

Vergne ainda elogiou a postura da Red Bull ao dar chance a novos pilotos e citou a rival McLaren como uma das poucas equipes que também trabalham com jovens. "Sei que as equipes de ponta são cautelosas com pilotos jovens. A única que se atreveu a seguir com um jovem valor foi bem-sucedida com Hamilton", encerrou. A McLaren foi para o teste em Abu Dhabi com a mesma dupla de 2010: Oliver Turvey, de 24 anos, e o já experiente Gary Paffett, de 30 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.