Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Após prejuízo, Coreia pode deixar o calendário da Fórmula 1

Corrida desta temporada causou rombo de aproximadamente R$ 99 milhões nos cofres locais

iG São Paulo |

A Coreia do Sul, que recebeu no último domingo (16) a segunda corrida de Fórmula 1 de sua história, pode deixar o calendário da categoria nas próximas temporadas. De acordo com reportagem da revista britânica Autosport, a prova deste ano causou um prejuízo de US$ 56 milhões (aproximadamente R$ 99 milhões), quantia que se aproxima da taxa cobrada por Bernie Ecclestone. Essa taxa, aliás, ainda vai aumentar 10% por ano.

Veja também: Após morte de Wheldon, Webber critica organização da IndyCar

“Estamos nos esforçando, mas precisamos da cooperação de Bernie Ecclestone. Certamente queremos continuar com esse evento porque é um grande evento, mesmo apesar das perdas. Queremos dar energia para essa região mantendo esse evento para ajudar a economia a crescer, para melhorar a imagem e para mudar nosso passado agrícola nessa região. Ele sabe perfeitamente nossa situação e espero que seja mais cooperativo”, disse Park Hon Hwa, promotor da corrida.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Apesar de querer manter o evento, Hwa admitiu que a prova não é unanimidade entre os moradores locais.

“Algumas pessoas dessa região são contra a corrida por conta da grande perda financeira. Esses cidadãos, que têm passado agrícola e são normalmente pobres, querem que as verbas sejam distribuídas para outros propósitos”, declarou o promotor.

Leia tudo sobre: Park Hon HwaBernie EcclestoneF1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG