Chefe da Gravity minimizou as declarações de terça, enquanto Virgin afirmou que contará do piloto

Eric Boullier, chefe da Renault e do grupo Gravity, empresa que agencia o piloto Jérôme D'Ambrosio, da Marussia Virgin, disse na manhã da última terça-feira (10) que o lugar do belga na equipe russo-britânica estava ameaçado , em função do não cumprimento do pagamento de seus patrocinadores. Em meio às especulações surgidas após suas declarações ao periódico Le Soir , da Bélgica, o francês tratou de amenizar a situação nesta quarta.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

D'Ambrosio fica na Virgin até o fim do ano
AP
D'Ambrosio fica na Virgin até o fim do ano
"Não quero colocar uma bomba, só quis apertar o botão de alarme. O lugar de Jérôme na Virgin está garantido até o fim da temporada", ressaltou o dirigente, que na manhã de ontem havia dito, em tom nervoso, que os responsáveis pelo patrocínio do piloto só apresentavam "várias explicações e desculpas".

A publicação belga também divulgou que Boullier estava indo para a Bélgica para resolver a questão, além de ter revelado a falta de paciência por parte da Virgin.

No entanto, quem também se manifestou foi a própria escuderia, que, por meio de seu chefe, John Booth, minimizou todo o ocorrido. "Desde o início da temporada, Jérôme fez um trabalho incrível aqui. Se seu contrato será respeitado? Não temos motivos para substituí-lo", explicou.

Ao lado de D'Ambrosio, na equipe que no ano passado contou com o trabalho do brasileiro Lucas Di Grassi, correm também o alemão Timo Glock, além do japonês Sakon Yamamoto, este último piloto reserva do time.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.