Tamanho do texto

Piloto da McLaren lamenta sua quarta colocação no GP da Hungria, mas exalta progresso de sua escuderia

Lewis Hamilton liderou grande parte da prova neste domingo (31) no Grande Prêmio da Hungria . Contudo, no meio da corrida o britânico rodou e tentou fazer manobra arriscada para se restaurar na prova, quase atingindo o escocês da Force India, Paul di Resta. Após o término do GP húngaro, no qual ele ficou em quarto, Hamilton também enfatizou o progresso de seu companheiro e de sua escuderia, que venceu a segunda consecutiva.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Meus parabéns ao Button. Ele me atacou forte e mereceu vencer a corrida”, afirmou Hamilton, que lamentou não ter conseguido uma dobradinha. “É uma pena para a equipe que não tenhamos conseguido primeiro e segundo lugares, mas pelo menos um de nós venceu. O carro estava muito bom para pilotar hoje. Vencemos duas provas no espaço de uma semana e isso é ótimo para entrarmos nas férias”, elogiou o britânico, referindo-se à sua vitória no GP da Alemanha .

Sobre o incidente com Di Resta, Hamilton, que teve de pagar uma punição de drive through imposta pela organização da prova, declarou ter resolvido a situação e deixar o ocorrido para trás. “Já pedi desculpa a Paul e deixarei essa penalidade para trás para pensar na próxima corrida”, finalizou.

Com o quarto lugar, Hamilton permanece em terceiro no Mundial de Pilotos . Sebastian Vettel terminou na segunda colocação em Hungaroring e se isolou ainda mais em primeiro na luta pelo título.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.