Danos no chassi do novato mexicano são irreparáveis, o que não acontecia com a escuderia desde 1994

Sergio Pérez terá um Sauber C30 novinho à sua disposição no Grande Prêmio da China. No último domingo, em Sepang, os danos que seu bólido sofreu após se chocar contra um pedaço solto da Toro Rosso de Sebastién Buemi se mostraram irreparáveis. É a primeira vez que a equipe suíça terá de disponibilzar um chassi novo nos últimos 17 anos.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Até agora, nós só não conseguimos reparar um chassi: o de (Heinz-Harald) Frentzen, depois que ele bateu em Mônaco em 1994!”, revelou Beat Zehnder, gerente da equipe, em entrevista ao jornal suíço “Blick”. O dirigente também explicou o problema com o carro do novato.

“O pedaço solto atingiu o carro como se fosse uma bomba. Agora, há um buraco no chassi. Na China, Sergio terá um novo”, contou Zehnder, em entrevista à revista alemã "Auto Motor und Sport".

Após o acidente, Pérez teve de abandonar o GP da Malásia na 23ª volta. Como foi eliminado na Austrália por irregularidades na asa traseira da Sauber, o mexicano segue sem pontuar na temporada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.