Tamanho do texto

Britânico da McLaren preferiu manter o contorno original prevendo a reinstalação das zebras

Em Cingapura, Lewis Hamilton, líder da primeira sessão de treinos livres e terceiro colocado na segunda , afirmou nesta sexta-feira (23) que, apesar da retirada das zebras das curvas 3, 13 e 14, ele manteve o traçado como se elas ainda estivessem lá. De acordo com o campeão mundial de 2008, que também cobrou ajustes da McLaren, se as zebras forem recolocadas no classificatório, ele estará adaptado.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Em algumas áreas da pista há faíscas saindo quando passamos nas zebras e o carro perde um pouco de potência nesse momento”, declarou. “Em algumas curvas, como a 3, 13 e 14, a zebra foi retirada e alguns pilotos estão indo fora da pista. Ainda não sabemos se elas serão recolocadas, então mantive o traçado como se elas ainda estivessem presentes. Caso não voltem, nós poderemos ganhar tempo, já que poderemos passar onde os outros pilotos estavam indo”, ponderou Hamilton.

O britânico também cobrou alguns detalhes da McLaren para o treino de definição do grid, que acontece às 11h (Brasília) deste sábado (24), e para a prova, às 9h (Brasília) deste domingo (25). “Vamos ajustar alguns detalhes durante a noite e mudar um pouco das características”, projetou. “Vamos em busca de um bom classificatório, pois largar em uma boa posição é crucial no circuito de Marina Bay ”, finalizou.