Piloto espanhol disse que poderia chegar ao pódio se não tivesse tocado a McLaren do piloto britânico

Fernando Alonso estava em quarto no Grande Prêmio da Malásia quando, ao tentar ultrapassar Lewis Hamilton, tocou o carro do britânico e perdeu parte de sua asa dianteira. O espanhol teve de ir para os boxes e perdeu a chance de brigar pelo pódio.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Não tivemos sorte. Se a asa traseira móvel tivesse funcionado corretamente o tempo inteiro, eu poderia facilmente ter passado Hamilton na reta, mas ao invés disso tivemos de lutar pela posição. Ele se defendeu muito bem e, infelizmente, nos tocamos, o que quebrou minha asa e me forçou a voltar para os boxes para trocá-la, perdendo qualquer chance de pódio”, disse o ferrarista, que terminou em sexto, uma colocação atrás do companheiro Felipe Massa.

O piloto da Ferrari disse que notou melhoras no carro, mas mesmo assim acha que a equipe ainda tem de melhorar para poder brigar pela vitória.

“Estou feliz com essa corrida: não com o resultado, mas porque nós finalmente estivemos competitivos, capazes de brigar por um lugar no pódio. Essa é uma motivação a mais para a corrida na China. Com o pacote que temos hoje, não podemos brigar pela vitória, mas espero que isso mude logo. Teremos novidades em Xangai”, contou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.