Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Alonso nega pressão por título e elogia mudanças na Ferrari

Espanhol está confiante no trabalho de Pat Fry, mas ainda não sabe como o novo carro vai se comportar

AE |

selo

Na Ferrari desde 2010, Fernando Alonso ainda não conseguiu repetir as conquistas que teve pela Renault, onde faturou dois títulos mundiais. O espanhol viu Sebastian Vettel, da Red Bull, vencer os dois últimos campeonatos, mas garantiu não estar preocupado com a situação. Sem se sentir pressionado para ser campeão em 2012, Alonso elogiou a reestruturação da escuderia italiana.

Leia também: Massa afirma que pode bater Alonso e minimiza pressão da Ferrari

"Ainda tenho muitos anos para correr. Tenho 30 anos e há pilotos de 42 ou 43, então acho que a cada ano vou melhorar um pouco. Talvez quando você fica mais velho, você perde alguma velocidade, mas ganha experiência, por isso compensa", disse Alonso nesta quinta-feira (12) em Madonna di Campiglio, na Itália, onde a Ferrari realiza anualmente um encontro entre seus pilotos e membros da escuderia.

O espanhol terminou o Mundial de Pilotos de 2011 em um decepcionante quarto lugar, com a Ferrari sofrendo com problemas aerodinâmicos e de pneus. O desempenho abaixo do esperado levou a equipe a antecipar o desenvolvimento do novo carro, que será lançado em 3 de fevereiro.

"Vi o túnel de vento, vi os programas de desenvolvimento, mas esses são apenas números e linhas em um computador. Ainda não posso dizer nada sobre como o carro irá se comportar. Provavelmente não saberemos o valor real do carro até a segunda ou terceira corrida", afirmou Alonso, com cautela.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O piloto elogiou a chegada de Pat Fry, ex-McLaren, que assumiu o cargo de diretor-técnico da Ferrari no meio da última temporada. "Quando Pat chegou ele tentou mudar algumas coisas e foi surpreendido pela forma como as coisas funcionam na Ferrari. Mas, combinando suas diferentes experiências e estilo, acho que podemos maximizar nosso potencial", declarou o espanhol.

"A equipe melhorou em todas as áreas, está trabalhando de forma mais eficaz e de uma forma mais eficiente nos últimos meses. No ano passado, tivemos alguns problemas com o túnel de vento, caso contrário o carro seria muito bom. Se fizermos um bom trabalho, teremos chances de ganhar corridas", acrescentou.

Alonso preferiu, porém, não prever se a Ferrari terá condições de voltar a dominar a Fórmula 1. "Se eu tivesse uma bola de cristal, eu diria a você. Mas agora é 12 de janeiro e não estou otimista ou pessimista, mas estamos trabalhando todos os dias".

Leia tudo sobre: F1FerrariFernando AlonsoWrooom 2012Pat FryRenault

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG