Tamanho do texto

Piloto espanhol e equipe italiana não ganhavam um corrida desde o Grande Prêmio da Coreia do Sul de 2010

Neste domingo (10), Fernando Alonso venceu o Grande Prêmio da Grã-Bretanha após largar na terceira colocação. O triunfo do ferrarista colocou fim a um incômodo tabu pelo qual passavam piloto e escuderia. A última vitória do espanhol havia sido no GP da Coreia do Sul em outubro de 2010, antepenúltima corrida daquela temporada. De lá para cá, a equipe italiana também não tinha visto qualquer um de seus pilotos no local mais alto do pódio.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Por coincidência, na Coreia, Alonso também largou na terceira posição. A vitória na prova asiática foi importante para o espanhol, que assumiu a liderança do Mundial com 231 pontos, contra 220 do então segundo colocado, Mark Webber, que somava 220. Porém, o campeonato acabou sendo vencido por Sebastian Vettel. Desde então, os melhores resultados para o piloto e sua equipe aconteceram no GP de Mônaco e no GP da Europa deste ano, quando Alonso foi segundo.

A vitória em Silverstone foi a 27ª de Fernando Alonso. Com isso, o espanhol empatou com Jackie Stewart na quinta colocação entre os pilotos que mais venceram na história da Fórmula 1 . Na frente deles, estão Michael Schumacher (91 vitórias), Alain Prost (51), Ayrton Senna (41) e Nigel Mansell (31).

Com o resultado deste domingo, Alonso assume a terceira posição do Mundial de Pilotos, com 112 pontos, 92 atrás de Sebastian Vettel. Agora que venceu, o espanhol segue com outro tabu para quebrar nesta temporada, o de pole positions. Desde o GP de Cingapura de 2010, em setembro, o ferrarista não consegue o melhor tempo em treinos classificatórios.