Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Alonso diz que pódio não supera tristeza pela morte de colegas

3º no GP da Índia, espanhol fala que últimas semanas foram difíceis e volta a confessar inferioridade da Ferrari

iG São Paulo |

No Grande Prêmio da Índia deste domingo (30), Fernando Alonso conseguiu superar a Red Bull de Mark Webber e conquistar a terceira colocação, atrás de Sebastian Vettel e Jenson Button, respectivamente. Apesar do resultado, o espanhol afirmou após a corrida que a alegria do pódio não supera a tristeza das últimas semanas pelas mortes de Dan Wheldon, na Indy, e Marco Simoncelli, na MotoGP.

Veja também: Duelo de Massa e Hamilton ganha novo capítulo

“Estou satisfeito por levar um troféu de uma prova debutante na Fórmula 1. No entanto, hoje foi um dia especial, repleto de sentimentos contrastantes”, afirmou o espanhol, que como todos os outros, participou do minuto de silêncio antes da corrida. “Na verdade, a emoção do pódio não supera a tristeza que tenho passado nos últimos dias pela morte de dois de nossos colegas especiais: Dan Wheldon e Marco Simoncelli”.

Alonso também afirmou que o resultado no Circuito Internacional de Buddh o deixa na briga pelo vice-campeonato, entretanto, sua confiança para terminar o Mundial de Pilotos na segunda posição não é grande. Isso porque, para o bicampeão mundial, outros pódios nas duas etapas restantes para o fim da temporada só virão se pilotos de Red Bull e McLaren falharem.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“O vice-campeonato ainda é possível, mas muito difícil, pois, por mais que a diferença seja de 13 pontos, a McLaren está muito forte no momento”, analisou. “Estamos conscientes de que eles e a Red Bull vivem momentos melhores, portanto, conquistaremos pódio se algo de incomum acontecer”, finalizou.
 

Leia tudo sobre: f1fernando alonsof1ferraribuddhindiadan wheldonmarco simoncelli

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG