Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Alonso culpa pneus e lentidão da Ferrari por resultado na China

Bicampeão afirma que resultado em Xangai o deixa pessimista para corrida no Bahrein, no próximo fim de semana.

iG São Paulo |

No GP da China deste domingo (15), Fernando Alonso não conseguiu repetir o incrível resultado obtido na Malásia, onde conseguiu vencer a corrida com o criticado bólido da Ferrari. Em Xangai, Alonso finalizou a prova apenas na nona colocação e perdeu a liderança da competição para Lewis Hamilton, da McLaren.

Leia também: Após pole inédita, Rosberg conquista sua primeira vitória na F1

“Nós sabíamos que seria uma corrida difícil e assim foi. Sofri a corrida toda com o tráfego e quando ficamos atrás de outros carros, os pneus se desgastam muito. Escolhemos fazer três paradas. Consequentemente, precisaríamos fazer muitas ultrapassagens, mas não conseguimos ser velozes nas retas. Por isso precisei inventar pontos de ultrapassagens. O que aconteceu aqui em Xangai não me deixa nada otimista para a prova do Bahrein, onde tração e velocidade são cruciais, nossos pontos mais fracos”, disse o espanhol, campeão em 2005 e 2006.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Apesar de pouco otimista quanto a prova do Bahrein, o espanhol ainda acredita no título. “A falta de otimismo para a próxima etapa não quer dizer que perdi a esperança no campeonato. Estamos a oito pontos atrás do líder. Podemos fazer nosso carro evoluir. Na Espanha teremos atualizações importantes e devemos ser mais velozes”, afirmou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Com o resultado obtido em Xangai, Alonso caiu para a terceira posição no Mundial de Pilotos da F1. O espanhol soma 37 pontos, após três provas disputadas.

Confira abaixo as melhores imagens do GP da China


 

Leia tudo sobre: FernaNdo AlonsoFerrariFormula 1F1Automobilismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG