Tamanho do texto

Presidente da Williams afirma que a Fórmula 1 não se prende apenas ao âmbito das pistas

Adam Parr considera interessante para F1 as polêmicas sobre difusores aquecidos
Getty Images
Adam Parr considera interessante para F1 as polêmicas sobre difusores aquecidos
O presidente da Williams, Adam Parr, afirmou nesta quarta-feira (13) que não considera a polêmica dos difusores aquecidos algo negativo para a Fórmula 1 . De acordo com o dirigente, esse tipo de discussão torna a categoria mais importante do automobilismo ainda mais interessante e competitiva.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

No meio de junho, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) oficializou a intenção de proibir a peça e, no último final de semana, durante o Grande Prêmio da Grã-Bretanha , as escuderias utilizaram apenas 10% de sua capacidade . Entretanto, nesta segunda-feira (11), a entidade decidiu por liberar o uso dos difusores aquecidos para o GP da Alemanha, que acontece no dia 24 de julho.

Segundo Parr, a Fórmula 1 é interessante por não se reduzir apenas ao âmbito das pistas. “A intensidade da competição, a brutalidade da mesma e o fato de atravessar tantas dimensões, incluindo regulamento, dinheiro e política, bem como o que acontece nas pistas. Isso que deixa a Fórmula 1 atraente”, declarou o dirigente.

“Odeio quando falam que essas polêmicas são ruins para o esporte. Há alguns anos, um jornalista sentado à minha frente afirmou que ‘essas eram coisas muito ruins para o esporte’. Eu disse a ele ‘então por que você não vai cobrir competição de dardos no País de Gales?’”

A Williams, escuderia de Parr, não faz uma campanha positiva na temporada 2011 . Rubens Barrichello é o único piloto da equipe que pontuou, com dois pontos no GP de Mônaco e mais dois no GP do Canadá . Procurando reverter a situação, o time britânico fechou com os motores Renault para 2012 , em substituição do Cosworth que usa neste ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.