Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Acordo de restrição de gastos coloca futuro da FOTA em dúvida

Equipes não colaboraram com as investigações de empresa multinacional e irritaram as rivais

iG São Paulo |

De acordo com reportagem da revista alemã Auto Motor und Sport, as equipes de Fórmula 1 não estão colaborando com as investigações que têm como objetivo descobrir se as escuderias estão respeitando o acordo de restrição de gastos (RRA, na sigla em inglês) desta temporada. A postura pode comprometer o futuro da Associação das Equipes de Fórmula 1 (FOTA, na sigla em inglês).

Veja também: Cirurgião acredita no retorno de Robert Kubica à Fórmula 1

A empresa Capgemini, especializada em consultorias, foi contratada para visitar as fábricas de Red Bull, McLaren, Ferrari, Mercedes, Sauber e Williams para conferir se elas estavam cumprindo o RRA. Apesar de reclamar, a multinacional não quis revelar quais equipes não estão colaborando.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Essas alegações vão parar apenas quando as escuderias concordarem em passar por inspeções”, declarou Ross Brawn, chefe de equipe da Mercedes.

Ainda de acordo com a revista alemã, a Red Bull é a principal suspeita de gastar mais do que o permitido pelo RRA.

Leia tudo sobre: F1Ross BrawnMercedesRed BullFOTA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG