Tamanho do texto

O ex-piloto pegou uma forte gripe em viagem para a Espanha estaria hospitalizado desde o último dia 20

Ex-piloto segue internado em estado grave
Getty Images
Ex-piloto segue internado em estado grave

 Após passar por um transplante de pulmão na quinta-feira (02), em um hospital de Viena, na Áustria, as condições de saúde do ex-piloto Niki Lauda são estáveis, informaram nesta sexta-feira (3) os médicos austríacos.

Leia também: Red Bull surpreende e anuncia que Daniel Ricciardo vai deixar a equipe

Niki Lauda , tricampeão mundial de Fórmula 1 , está atualmente internado em estado grave na unidade de terapia intensiva do Hospital Geral de Viena. Segundo a imprensa local, Lauda pegou uma forte gripe durante uma viagem a Ibiza, na Espanha, e estaria hospitalizado desde o dia 20 de julho.

Atualmente, Niki é presidente não executivo da Mercedes, acompanhando a equipe em todas as corridas do calendário. O austríaco não esteve presente nas últimas duas corridas da temporada.

"No momento, tudo está acontecendo como planejado. Um paciente jovem também pode receber alta após duas ou três semanas, enquanto que, para um paciente mais velho, a convalescença é mais longa", afirmou o médico Walter Klepetko, em entrevista à emissora austríaca "Orf".

Leia também: Mesmo sem título há 10 anos, Ferrari é a equipe que mais recebe dinheiro na F1

Ainda segundo Klepetko, o atual presidente da companhia aérea Niki, de 69 anos, deverá continuar hospitalizado por algumas semanas.

O primeiro carro que Niki Lauda dirigiu na F1 foi pela March
Reprodução / F1
O primeiro carro que Niki Lauda dirigiu na F1 foi pela March

O austríaco teve grande carreira como piloto. Lauda disputou 12 temporadas na F1 e conquistou três títulos mundiais, dois pela Ferrari e um pela McLaren.

No total, conquistou 25 vitórias, subiu 54 vezes em pódios na categoria, além de ter tido 24 pole-positions.

Histórico médico de Niki Lauda

O jovem Niki Lauda quando era piloto da Ferrari
Reprodução / F1
O jovem Niki Lauda quando era piloto da Ferrari

O histórico médico de Lauda é extenso, sendo marcado pelo acidente no Grande Prêmio da Alemanha de 1976, em Nurburgring.

Na ocasião, a Ferrari que pilotava bateu e pegou fogo, sofrendo intoxicação pela fumaça tóxica e diversas queimaduras pelo corpo.

Leia também: Presidente da FIA pede que deixem Schumacher 'viver sua vida em paz'

 Além disso, Niki Lauda precisou passar por dois transplantes de rins em consequência do acidente, o primeiro foi em 1997 e mais recente em 2015.