Com nova vitória, alemão da Red Bulls repete marcas de Ascari e Schumacher. Webber termina em segundo na última prova da carreira. Alonso completa o pódio

ÚItima prova da temporada, o GP do Brasil foi palco de mais um feito especial de Sebastian Vettel. Já com o tetracampeonato da Fórmula 1 garantido, o alemão da Red Bull venceu uma vez mais neste domingo e igualou dois recordes importantes na história da categoria. O primeiro é o de nove vitórias consecutivas, registrado pelo italiano Alberto Ascari entre os anos de 1952 e 1953. O outro é o de 13 triunfos em um mesmo campeonato, repetindo o que o compatriota Michael Schumacher alcançou em 2004.

O que achou do GP do Brasil? Deixe seu comentário com outros fãs de Fórmula 1

Na corrida em que marcou sua despedida da Fórmula 1, o australiano Mark Webber, companheiro de Vettel na Red Bull, terminou em segundo lugar. Quem completou o pódio foi o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Em sua última prova pela corrida pela escuderia italiana, o brasileiro Felipe Massa chegou em sétimo. 

Foi uma corrida de altos e baixos para Massa. Depois de ter largado em nono lugar, o brasileiro teve bom desempenho nas primeiras voltas e conseguiu chegar à quarta posição quando ela se aproximava da metade. Mas qualquer chance de se despedir da Ferrari com um pódio se desintegrou quando ele foi punido com uma passagem pelos boxes após ter cruzado a linha do pit-lane com as quatro rodas do carro. 

Quem também passou por situação semelhante foi Lewis Hamilton. O inglês era quem pressionava Massa pelo quarto lugar quando o brasileiro recebeu a punição. Com a ida do brasileiro para os boxes, ele assumiu a posição. Mais tarde, no entanto, ele também acabou sendo punido pela direção de prova pelo toque na Williams de Valtteri Bottas que resultou na saída do finlandês da corrida. Teve de passar pelos boxes e se afastou das primeiras posições.

Sebastian Vettel comemora vitória no GP do Brasil
Nacho Doce/ Reuters
Sebastian Vettel comemora vitória no GP do Brasil

A liderança de Vettel não foi ameaçada, mas a briga pelo segundo lugar foi bastante intensa em alguns momentos da corrida. Webber e Alonso se alternaram na posição no começo da prova e, mais tarde, desbancaram um ao outro no topo da lista das voltas mais rápidas. No fim das contas, o australiano levou a melhor nesta disputa e manteve-se em segundo.

Com resultado da corrida em Interlagos, a Mercedes ficou com o vice-campeonato do Mundial de Construtores, vencido por antecipação pela Red Bull. A equipe alemã encerrou a temporada com 359 pontos, vencendo a briga com a Ferrari, terceira colocada, e a Lotus, dona da quarta posição.

No Mundial de Pilotos, Vettel ficou com 379 pontos com 137 de vantagem para Alonso, segundo colocado. A terceira posição do ano foi de Mark Webber.

Confira a classificação final do GP do Brasil:
1º Sebastian Vettel (Alemanha) - Red Bull
2º Mark Webber (Austrália) - Red Bull
3º Fernando Alonso (Espanha) - Ferrari
4º Jenson Button (Inglaterra) - McLaren
5º Nico Rosberg (Alemanha) - Mercedes
6º Sergio Perez (México) - McLaren
7º Felipe Massa (Brasil) - Ferrari
8º Nico Hülkenberg (Alemanha) - Sauber
9º Lewis Hamilton (Inglaterra) - Mercedes
10º Daniel Ricciardo (Austrália) - Toro Rosso
11º Paul Di Resta (Escócia) - Force India
12º Esteban Gutierrez (México) - Sauber
13º Adrian Sutil (Alemanha) - Force India
14º Heikki Kovalainen (Finlândia) - Lotus
15º Pastor Maldonado (Venezuela) - Williams
16º Jean-Éric Vergne (França) - Toro Rosso
17º Jules Bianchi (França) - Marussia
18º Giedo van der Garde (Holanda) - Caterham
19º Max Chilton (Inglaterra) - Marussia
Charles Pic (Francês) - Caterham
Valtteri Bottas (Finlândia) - Williams
Romain Grosjean (Lotus)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.