Prost acredita que a dupla Raikkonen e Alonso 'pode funcionar muito bem'

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-piloto francês aponta personalidade 'diferente' do finlandês para apostar no sucesso da Ferrari e lembra dos tempos que foi companheiro de Senna na McLaren

Getty Images
Alain Prost, ex-piloto da Fórmula 1

Dono de quatro títulos na Fórmula 1, o ex-piloto Alain Prost acredita que a união de dois campeões mundiais na Ferrari a partir de 2014 tem tudo para dar certo. O francês lembrou até os tempos em que foi companheiro do brasileiro Ayrton Senna na McLaren para apostar no sucesso da dupla que será formada entre Kimi Raikkonen e Fernando Alonso.

"Só o próximo ano nos dirá, mas pode funcionar muito bem", disse Prost. "Já funcionou muito bem no passado. Todo mundo pensa sobre o que aconteceu entre mim e o Senna, mas nós também funcionamos bem, ao menos para a equipe, que chegou ao topo."

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Prost correu ao lado de Senna na McLaren em duas temporadas. Em 1988, o brasileiro, que tinha acabado de chegar da Lotus, conquistou o primeiro título da carreira. No ano seguinte, foi a vez do francês levar a melhor. Em ambas as oportunidades, a escuderia venceu a disputa de construtores. Mas os dois pilotos colecionaram desentendimentos e tiveram relacionamento bastante conturbado, resultando na saída do francês para a Ferrari em 1990.

Em 2014, Prost acredita que o cenário na Ferrari será diferente em relação ao que aconteceu na McLaren no final dos anos 1980. Isso por causa da personalidade tranquila de Raikkonen, que ele classifica como diferente em relação à dele, à de Senna e à de Alonso.

"Acredito que este caso deverá ser mais fácil, já que Kimi tem uma característica diferente", concluiu Prost.

Relembre outras duplas formadas por campeões na história da Fórmula 1

Em 2007, Alonso fez dupla na McLaren com Lewis Hamilton, que lutou pelo título logo na temporada de estreia na Fórmula 1. Foto: Getty ImagesNo fim das contas, Hamilton acabou em 2º e teve de esperar mais um ano para ser campeão. Alonso ficou em 3º. Foto: Getty ImagesA partir de 2010, Hamilton teve como companheiro na McLaren o também inglês Jenson Button, campeão pela Brawn no ano anterior. Foto: Getty ImagesA parceria entre os dois durou três temporadas e não rendeu nenhum título à McLaren, seja com um dos pilotos ou na disputa por equipes. Foto: Getty ImagesCom a chegada de Ayrton Senna em 1988, a McLaren, que já contava com o francês Alain Prost, reunia dois pilotos em condição de ganhar o título. Foto: Getty ImagesA parceria durou dois anos e rendeu um título para cada. Os pilotos colecionaram desentendimentos e desenvolveram uma das grandes rivalidades da Fórmula 1. Foto: Getty ImagesCampeão em 1989, Prost saiu da McLaren e se juntou à Ferrari em 1990, onde correu ao lado do inglês Nigel Mansell, que ainda buscava o primeiro título. Foto: Getty ImagesA temporada de 1990 foi a única dos dois juntos na Ferrari. Prost foi vice-campeão, sendo superado por Senna. Já Mansell foi apenas o quinto. Foto: Getty ImagesProst já tinha feito outras parcerias com campeões do mundo na McLaren. Em 1986, correu com o finlandês Keke Rosberg, que conquistou o título em 1982. Foto: Getty ImagesNaquela temporada, Prost foi campeão pela segunda vez na carreira. Já Rosberg terminou o campeonato apenas com a sexta colocação. Foto: Getty ImagesAntes de Rosberg, Prost teve como companheiro na McLaren o austríaco Niki Lauda nos anos de 1984 e 1985. Foto: Getty ImagesNo primeiro ano de parceria, Lauda conquistou o terceiro título da carreira. Em 1885, foi Prost quem levou a melhor e se tornou campeão pela primeira vez. Foto: Getty ImagesEm 1974, a McLaren reuniu o brasileiro Emerson Fittipaldi e o neozelandês Denny Hulme, que tinha sido campeão da Fórmula 1 em 1967. Foto: Getty ImagesEmerson terminou a temporada como bicampeão mundial. Já Hulme foi apenas o sétimo na disputa entre pilotos. Foto: Getty ImagesEm 1996, a Willians teve como dupla de pilotos o canadense Jacques Villeneuve e o inglês Damon Hill. Foto: Getty ImagesA temporada terminou com título de Hill. Villeneuve foi vice e acabou sendo campeão no ano seguinte, já sem o inglês ao seu lado. Foto: Getty ImagesEm 1986, a Willians foi campeã por equipes graças a Nelson Piquet e Nigel Mansell. Foto: Getty ImagesPiquet, que buscava o tri, terminou o campeonato em 2º. Mansell, que só conquistou o título seis anos depois, foi o 3º. Foto: Getty Images


Leia tudo sobre: Alain ProstFerrariRaikkonenAlonsoFórmula 1F1

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas