Christian Horner, chefe da escuderia, afirma que não foi tomada nenhuma decisão para a próxima temporada da F1

Mark Webber e Sebastian Vettel não deverão manter a parceria na Red Bull em 2014
Getty Images
Mark Webber e Sebastian Vettel não deverão manter a parceria na Red Bull em 2014

Desde a polêmica ultrapassagem de Sebastian Vettel sobre Mark Webber no GP da Malásia de Fórmula 1 , os rumores sobre a saída do piloto australiano da Red Bull tem aumentado. Com o contrato do veterano chegando ao fim no término desta temporada, nomes como Kimi Raikkonen e Daniel Ricciardo têm sido ventilados como candidatos a substituí-lo no segundo carro da equipe.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Entretanto, Christian Horner, chefe da escuderia austríaca, descartou a possibilidade de uma decisão ser tomada na primeira metade da temporada e mantém o mistério sobre a dupla titular em 2014.

Veja também: Após acidentes, Massa terá novo chassi da Ferrari para o GP do Canadá

"Tudo isso é especulação. Nós ainda não decidimos o que fazer com Webber além do contrato de 2013. Mas se tivermos que anunciar o nome de um piloto, certamente isso não será feito na semana que vem", garante o dirigente.

Além do possível desejo da Red Bull em contar com outro piloto ao lado de Vettel, outra especulação em torno do futuro de Webber gira sobre sua aposentadoria. O australiano de 36 anos, porém, mantém o foco na F-1.

Prova disso é que nesta terça ele concedeu entrevista ao site italiano Autosprint analisando a mudança dos motores V8 por modelos V6 turbo na próxima temporada. "Teremos muitas coisas novas e veremos vários abandonos nas primeiras provas de 2014. Acho que nas primeiras corridas, será bom o suficiente chegar ao final da prova na zona de pontuação", afirmou.

Na Fórmula 1 desde 2002, Webber é o piloto mais experiente no atual grid da categoria. Em 11 anos, ele passou por Minardi, Jaguar, Williams e Red Bull, equipe que defende desde 2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.