Tamanho do texto

Piloto brasileiro reclama de punição que lhe custou três posições no grid de largada do GP da Espanha

Fernando Alonso e Felipe Massa comemoram no pódio após o GP da Espanha
AP
Fernando Alonso e Felipe Massa comemoram no pódio após o GP da Espanha

O brasileiro Felipe Massa foi um dos melhores pilotos do Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 , neste domingo, completando a corrida na terceira colocação após largar em nono. Apesar do bom desempenho, o paulista não escondeu sua frustração por ter sido jogado para trás no grid por conta de uma penalização no treino classificatório.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Massa foi o sexto mais rápido da tomada de tempos de sábado, apenas um milésimo mais lento do que seu companheiro Fernando Alonso, que neste domingo venceu a corrida. No entanto, foi punido por ter atrapalhado o australiano Mark Webber durante o Q2 e perdeu três posições no grid, sendo obrigado a largar em nono.

Veja também: Fernando Alonso vence o GP da Espanha e esquenta briga na F1

"Ainda estou desapontado com o que aconteceu ontem, não causei nenhum problema a ele. Então hoje tentei ser agressivo, ultrapassando as pessoas e também tentei me adiantar, parando antes delas", disse Massa, que encerrou a prova atrás e Alonso e Kimi Raikkonen. "Talvez houvesse uma chance de brigar com Kimi, mas foi uma grande corrida e fizemos um bom trabalho".

Mesmo largando quase da metade do grid em Barcelona, Felipe Massa manteve uma postura agressiva durante quase toda a corrida, assumindo a sexta posição já na primeira volta. No restante da prova, o brasileiro andou em ritmo rápido e cruzou a linha de chegada com vantagem segura sobre o alemão Sebastian Vettel, quarto colocado.

Confirma as imagens do GP da Espanha


"Meu carro estava ótimo para essa pista e a degradação dos pneus não era como da Lotus, mas fizemos o melhor possível e conseguimos o desempenho que esperávamos na sexta-feira. Espero que a partir de agora possamos brigar pelo pódio em todas as corridas".

O GP da Espanha foi o primeiro da temporada da Fórmula 1 em que o brasileiro terminou entre os três melhores colocados, voltando ao pódio após o Grande Prêmio do Brasil de 2012. "Estamos tentando melhorar o carro para o classificatório, mas sabemos que ele está bom para a corrida".