Piloto finlandês da Lotus ficou em quarto lugar na segunda sessão de treinos livres do GP da Espanha. "O dia não foi um desastre", avaliou

Kimi Raikkonen no segundo treino livre do GP da Espanha de Fórmula 1
Emilio Morenatti/AP
Kimi Raikkonen no segundo treino livre do GP da Espanha de Fórmula 1

Vice-líder do mundial de pilotos com 67 pontos, dez a menos que Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen foi o único a quebrar a hegemonia de Ferrari e Red Bull para figurar na quarta colocação geral dos treinos livres desta sexta-feira no Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1. Apesar disso, o finlandês cobra evolução de sua Lotus para poder disputar a liderança em Barcelona.

Quem vence o GP da Espanha de Fórmula 1? Opine

"Foi uma sexta-feira bastante normal. Tentamos algumas coisas no carro, andamos com alguns pneus diferentes e vamos dar uma olhada em todos os dados para ver onde achamos que estamos", revela o campeão mundial de 2007.


Com a sua Lotus, Raikkonen cravou 1min23s030, apenas 0s222 atrás de Sebastian Vettel, líder geral do dia. Ele também ficou atrás de Fernando Alonso e Mark Webber, levando vantagem sobre o brasileiro Felipe Massa.

"Encerramos o dia não muito longe do melhor tempo, então temos que dizer que o dia não foi um desastre. Mas com certeza há algumas coisas que temos que melhorar no carro, o que é normal após o primeiro dia de atividades", conclui.

A terceira sessão de treinos livres do GP de Barcelona tem início às 6h (de Brasília) deste sábado. Às 9h, os pilotos definem o grid de largada da prova espanhola, programada para o mesmo horário no domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.