Vettel revela preocupação com diferença para primeiros colocados na China

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

O alemão da Red Bull, que terminou o dia com o 10º melhor tempo e espera que a equipe consiga realizar os acertos necessários até o treino de classificação

Felipe Massa bateu Fernando Alonso no treino livre desta sexta. Foto: Getty ImagesFelipe Massa fez o melhor tempo no segundo treino livre para o GP da China. Foto: Getty ImagesNico Rosberg se prepara antes do primeiro treino livre na China. Foto: Getty ImagesO tricampeão Sebastian Vettel se prepara para ir à pista na China. Foto: Getty ImagesFelipe Massa. Foto: Getty ImagesJenson Button. Foto: Getty ImagesFernando Alonso fez o terceiro melhor tempo do segundo treino livre da sexta. Foto: Getty ImagesFernando Alonso. Foto: Getty ImagesMark Webber . Foto: Getty Images


O alemão Sebastian Vettel deixou o autódromo de Xangai nesta sexta-feira com certa preocupação. O piloto da Red Bull não ficou satisfeito com seu desempenho nos treinos livres para o Grande Prêmio da China e disse ter ficado temeroso por conta da grande diferença de rendimento para os primeiros colocados.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na segunda sessão de treinos livres, Vettel foi apenas o décimo colocado com o tempo de 1min36s791, com mais de 1s4 de diferença para o brasileiro Felipe Massa, mais rápido da sexta-feira.

"Acho que foi um dia complicado para a gente. Enfrentei um pouco mais de dificuldades essa tarde, com a diferença para os pilotos da frente sendo maior do que gostaria de ver", disse Vettel, líder do Mundial de F-1. "Mas acho que há duas ou três coisas em que precisamos trabalhar e devemos estar em melhor forma amanhã".

Veja também: Felipe Massa lidera segundo treino livre na China

Apesar de ter demonstrado preocupação com a diferença de tempo em relação a Massa, Vettel acredita que a Red Bull pode se recuperar e lhe entregar um carro em condições de brigar pelas primeiras colocações no grid de largada no treino classificatório, marcado para a madrugada de sábado.

Leia também: Massa elogia desempenho do carro e mostra confiança após liderar treino

"Não é um desastre, não é como se estivéssemos no escuro, sabemos um pouco o que precisamos fazer. Não tenho a resposta agora, mas vamos olhar o que fizemos agora porque não há muito tempo para análise durante o treino. É o tipo de coisa que você faz depois".

Leia tudo sobre: fórmula 1sebastian vettelRed BullGP da ChinaF1

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas