Dono dos direitos da Fórmula 1 afirma que tem evidências que o inocentam da acusação

Bernie Ecclestone terá de passar por um momento complicado em 2013. No mês de outubro, o chefe da Fórmula 1 será julgado após ser processado por corrupção na venda de parte das ações da categoria em 2006.

Leia também:  Felipe Nasr vence 2ª bateria, mas Bianchi é campeão do Desafio das Estrelas

O dirigente da F1 está sendo acusado pela venda dos direitos comercias da categoria para a empresa CVC. De acordo com a acusação, Ecclestone teria subornado Gerhard Gribkowsky, representante do banco alemão BayernLB, por 45 milhões de euros, para que conseguisse o controle acionário da SLEC, holding que tem os direitos de comercialização da categoria.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Porém, apesar de reconhecer que o processo pode prejudicar suas atividades na F1 , o chefão da categoria acredita que será inocentado no caso. “Estou preparado para mostrar evidências e haverá outras pessoas que farão o mesmo. Eu quero que isso seja levado adiante. Será divertido”, comentou em entrevista ao jornal inglês The Telegraph .

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

“Este é um caso onde ele diz que perdeu dinheiro nas transações que foram feitas, já que elas foram vendidas por um baixo preço. O problema é que as pessoas do banco disseram que não foram baratas… No fim, a CVC deu um bom preço para as ações”, finalizou o inglês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.