Governo da Turquia veta retorno da Fórmula 1 ao país em 2013, diz jornal

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Publicação do país diz que primeiro-ministro não concordou em pagar as taxas exigidas por Bernie Ecclestone. Calendário deve seguir com 19 provas

Depois de Nova Jersey ser excluída do calendário da Fórmula 1 em 2013, Bernie Ecclestone começou a buscar uma nova sede para a categoria. Tentando uma prova europeia para completar 20 datas na temporada, o chefe da F1 tentou a Turquia, mas recebeu uma negativa do país.

Leia também: Brundle acredita que Hamilton irá vencer corrida pela Mercedes em 2013

De acordo com o jornal turco Hurriyet Daily News, o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan vetou um projeto para que o país bancasse uma quantia de 20 milhões de dólares para receber a maior categoria do automobilismo mundial na atual temporada.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

A Turquia foi o primeiro país tentado por Ecclestone como opção para sediar a Fórmula 1 no dia 21 de julho de 2013, data separada para uma possível prova europeia. Depois, o próprio chefe da categoria descartou a Áustria por falta de rede hoteleira e disse que a categoria deve mesmo ter apenas 19 etapas neste ano.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O Grande Prêmio da Turquia, em Istambul, esteve presente no calendário da Fórmula 1 de 2005 até 2011. O maior vencedor no local é o brasileiro Felipe Massa, que conquistou três vitórias consecutivas entre 2006 e 2008.

Leia tudo sobre: Fórmula 1F1Bernie EcclestoneTurquia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas